roteiro viagem marrocos

Nosso roteiro de viagem ao Marrocos passou por Casablanca, Chefchaouen, Fez, Ifrane, Merzouga, Deserto do Sahara, Boumalne Dades e Marrakesh em mais de 2 mil km percorridos de norte ao sul do país. Há muito o que ver no Marrocos. Passamos 10 dias por lá e ainda podíamos ter ficado mais alguns dias! Cada dia diferente do outro, um deleite para os sentidos.

Fizemos toda a viagem de carro 4×4 com motorista à nossa disposição. Nossa viagem foi organizada pela agência “Excursão ao Marrocos” que é especializada em receber brasileiros, e conta com guias e motoristas que falam português. Vou contar mais como foi nossa experiência com a agência e as vantagens de fazer um roteiro assim no próximo artigo. Não deixem de conferir!

Casablanca

Fomos recepcionados no aeroporto de Casablanca pelo Said que foi nosso motorista pelos 10 dias de roteiro de viagem ao Marrocos. Como estávamos apertados de tempo planejei em Casablanca só conhecer a Mesquita Hassan II, que está construída sobre as águas do Atlântico. Ela é uma das maiores mesquitas do mundo e seu exterior e interior é de cair o queixo.

mesquita Casablanca Marrocos

Depois da visita à mesquita almoçamos num restaurante da avenida La Corniche que fica à beira-mar. Fiquei muito bem impressionada com Casablanca, que apesar de não ser a capital, é a maior cidade do Marrocos. Limpa, cheia de palmeiras bonitas e aparentemente organizada.

+ Para saber mais sobre a visita à mesquita Hassan II, sua historia e arquitetura clica nesse artigo aqui.

No final da tarde viajamos para Chefchaouen pois o objetivo era já pernoitar lá e aproveitar o dia seguinte cedo na medina azul.

Chefchaouen

No segundo dia passamos a manhã percorrendo as ruelas azuis de Chefchauen, seus souks e Kasbahs. Fiquei muito encantada com a medina toda azul. Super fotogênica! Amei tanto que merece um artigo só pra essa cidade. Clica aqui.

Chefchaouen marrocos

Volubilis e Meknes

Continuando nosso roteiro de viagem ao Marrocos, depois de Chefchaouen, viajamos para Volubilis, onde visitamos o sítio arqueológico, no qual foram encontradas ruínas de uma cidade romana do século III, que hoje constituem o Patrimônio Mundial da Unesco no Marrocos. Seguimos viagem para a cidade sagrada de Meknes, onde passamos pelas portas da medina. Dali mais estrada pois nosso objetivo era chegar a Fez, onde passamos a noite.

Volubilis Marrocos

Nos hospedagem no Riad Chaq Chaq em plena medina de Fez. Conto tudo como foi a hospedagem no próximo artigo.

Fez

Dia dedicado à descoberta de Fez, a mais antiga das cidades imperiais.  Fizemos uma visita guiada às principais atrações de Fez: Mesquita de Andaluzes, curtumes, o bairro das olarias, a famosa medina labiríntica Fès el-Bali, os edifícios hispano-árabe, as madrassas que são as escolas onde se aprende o alcorão, a porta de Bab Boujeloud decorada e a fonte de Nejjarine.

Ifrane – Midelt – Vale Ziz – Erfoud

No quarto dia viajamos para o sul do Marrocos, em direção à Midelt, passando pelas incríveis paisagens do Médio Atlas e por Ifrane, conhecida como a Suíça Marroquina. Atravessamos a floresta de cedros, onde nos divertimos com macacos à beira da estrada.

Ifrane suiça marroquina

A viagem seguiu para Erfoud, ao longo do vale Ziz, por onde vimos uma série de aldeias fortificadas, que já anunciavam o oásis pré-saariano. Chegamos à Merzouga (Erg Chebbi), no grandioso Deserto do Sahara, bem no por do sol.

E aí, curtindo o roteiro de viagem ao Marrocos? Tem alguma duvida? Se sim, deixe uma pergunta na sessão de comentários.

Merzouga – Erg chebbi

No período da manhã fizemos um passeio de 4×4 pelas dunas, revivendo as aventuras do Paris-Dakar. Passamos por 2 Oásis de Merzouga, assistiemos uma tempestade de areia, conhecemos as minas de Mifiss, o platô do deserto e o oásis Tissardmine.

rally paris dakar merzouga marrocos

Depois fomos conhecer a vila de Khamlia, onde os berberes negros vindos do Sudão oferecem o calor e a energia dos seus sons tribais, que emanam de tambores e castanholas. A musica é conhecida como Gnawa, assistimos a apresentação deles, tomamos um chá e compramos um cd com os ritmos para levar de recordação.

No final da tarde fomos ao encontro dos dromedários para um passeio ao interior das dunas até o acampamento no coração do deserto. No meio do caminho uma parada para ver o pôr do sol e para tirar fotos.

Nos hospedamos num acampamento de luxo em tendas Bereber, preparadas para o turismo, com o jantar servido à luz das velas. Após o jantar os bereberes tocaram musica ao redor da fogueira.

No dia seguinte, apesar do frio, acordamos cedo para ver o sol nascer entre as dunas do Deserto do Saara. E logo depois do café da manhã fizemos o caminho de volta com os dromedários até encontrar o Said, nosso motorista, que já estava à nossa espera para continuar nosso roteiro de viagem ao Marrocos.

Rissani

Rissani é uma cidade tradicional do sul de Marrocos, onde tem o maior mercado do sul do Marrocos. É pra lá que vão os nômades do deserto pra fazer suas compras. Visitamos as barracas de especiarias e a zona de animais onde mediadores fazem as negociações entre nômades e os comerciantes.

Gargantas de Todra e de Dades

Seguimos viagem pelos palmeirais de Tourog e Tinjdad. Chegamos às Gargantas de Todra, mas o tempo estava chuvoso e eu com uma gripe. Um lugar muito bonito mas pelo frio não aproveitei muito. Seguiremos para Boumalne Dades, onde conhecemos o incrível vale de Dades e sua estrada em zig-zag.

Ouarzazate – Ait Ben Haddou

Pela manhã partimos para o palmeiral de Skoura, onde viajamos num vale de muitas construções tradicionais conhecidas como kasbahs. Chegamos até Ouarzazate, conhecida como a Hollywood da África, onde está a Kasbah de Taourirt.

Passamos pela Kasbah Ait Ben Haddou, patrimônio mundial da humanidade, onde foram filmados diversos filmes famosos como “O Gladiador” e a série “Game of Thrones”.

Kasbah Ait Ben Haddou

Viajamos pelas montanhas do Alto Atlas, onde paramos numa cooperativa para comprar produtos de Argan. A estrada é cheia de curvas mas as paisagens são bem diferentes daquelas que estamos acostumados.

Chegamos em Marrakech e ainda deu tempo de curtir o final de tarde na Jemaa El Fna, que é imperdivel. Conto tudo no proximo post sobre Marrakech.

praça Jemaa El Fna marrakech

Marrakech

Começamos o dia cedo visitando as principais atrações de Marrakech, com o sr Abdoul, um guia local que falava bem português e nos conduziu a pé pelas ruas da medina e souks. Passamos pelo bairro judeu, pela Koutoubia, que é a principal mesquita de Marrakech, pelos túmulos Saadian, pelo Palácio de Bahia e o Palacio El Badii que foi residência do sultão saadiano Amade Almançor.

Na parte da tarde fomos conhecer o Jardin Majorelle, um belo jardim com natureza exótica criado pelo artista francês Jacques Majorelle, para ser um oásis azul no coração da cidade cor-de-rosa. No jardim se encontra plantas trazidas do mundo inteiro, inclusive do Brasil. A construção em estilo Art Deco foi feita em tons de azul e amarelo.

Nos hospedamos em Marrakech no belo Riad Houma.

De Marrakech para Casablanca

No ultimo dia do roteiro de viagem ao Marrocos tivemos parte da manhã livre para mais uma voltinha pela medina de Marrakesh e depois seguimos para o aeroporto de Casablanca para pegar o avião de retorno ao Brasil.

Gostou do meu roteiro de viagem ao Marrocos? Agora vou detalhar todas as visitas que fizemos, contando onde nos hospedamos, o que comemos, como foi a viagem com a agência, como foi dormir no deserto e muitos outros artigos para ajudar sua viagem a ser perfeita também. Não esqueça de fazer suas reservas conosco pelos links do menu “organize sua viagem” na home do blog. Sua ajuda rende uma pequena comissão que ajuda na manutenção do blog.

Continue lendo sobre o Marrocos:

+ Conheça a maior mesquita do Marrocos em Casablanca

+ Conheça Chefchaouen, a cidade toda azul

+ Veja como foi dormir num acampamento no deserto de Sahara

+ Como é a comida no Marrocos

+ O que fazer em Marrakech

+ O que esperar da sua viagem à Fez

Obrigada pela visita e volte sempre!

Flavia Ribeiro

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *