Nesse artigo conto como organizei o meu roteiro de 7 dias pela Índia viajando pelo Triângulo Dourado, no noroeste do país. Esse famoso trecho inclui as cidades de Délhi, Agra e Jaipur, e é uma ótima amostra e porta de entrada para esse mundo tão exótico e diferente que é a Índia. Eu só posso adiantar que adorei!

Mas é importante estar preparado para o que você vai encontrar. Então escrevi um outro artigo tentando (…), sob a minha ótica, antecipar um pouco do que eu acho que te espera por lá. rs Não se preocupe não vou dar “spoiler”. Clica aqui pra saber o que te espera na Índia!

Como organizar o roteiro de 7 dias pela Índia

Uma viagem para a Índia requer um planejamento cuidadoso. Nesse artigo você encontrará minhas dicas de como chegar, quanto tempo ficar, como circular e outras sugestões e cuidados que você deve organizar seu roteiro de 7 dias pela Índia.

A divisão dos meus 7 dias foi assim:

No final Delhi ficou com mais tempo porque início da viagem e ainda estávamos sofrendo com o jet lag. Mas se pudesse, diminuiria um dia de Delhi e aumentaria Jaipur.

Como chegar à Índia

Infelizmente não existem voos diretos para a Índia saindo do Brasil, portanto será preciso fazer ao menos 1 conexão. Quando vou para Ásia gosto de voar com a Emirates ou com a Qatar Airways, ambas ótimas companhias. São voos longos, não dá para arriscar uma companhia ruim. Para minha viagem à Índia optei pela Qatar Airways, que embora tivesse uma conexão a mais para mim (já que o voo saía de SP), o preço estava bem melhor.

Se você quiser posso te ajudar a fazer a cotação da sua viagem. Entre em contato comigo por aqui.

Visto de entrada e vacina febre amarela

Brasileiros precisam tirar um visto de entrada na Índia. A maneira mais simples é preencher o formulário de Visto Eletrônico (e-Visa) nesse site aqui do governo da Índia. O visto pode ser solicitado de 120 a 4 dias antes da data do início da viagem e fica pronto em até 48h. O meu saiu no dia seguinte que eu consegui completar o requerimento. Chega no e-mail.

Mas por favor não deixe para preencher o formulário em cima da hora. Eu enfrentei um pouco de instabilidade no site e não consegui concluir o processo no dia em que iniciei. Também não esqueça de levar o visto impresso (papel com a sua foto) para a viagem. Você precisará apresentá-lo no check-in na companhia aérea e na imigração quando chegar na Índia.

A vacina contra febre amarela também é um requisito obrigatório para brasileiros. Aliás, ele já será solicitado ainda aqui no Brasil no momento do check-in na companhia aérea e quando chegar na Índia. Lembro que a vacina contra Febre Amarela dever ser tomada com antecedência de no mínimo 10 dias antes da viagem e você deve ter o Certificado Internacional de Vacinação emitido pela ANVISA.

Quanto tempo ficar

Com 7 dias foi possível conhecer as três cidades e visitar todos os principais monumentos. Para cada uma das cidades vou escrever um artigo específico e detalhado de todos os lugares que visitei, hotéis onde me hospedei e dicas de restaurantes.

+ Descubra aqui meu roteiro em Delhi

+ Veja aqui dicas para conhecer o Taj Mahal

+ Confira aqui como foi minha viagem à Jaipur

Se você quiser explorar mais da Índia, e tiver mais tempo de viagem, pode incluir no seu roteiro Varanasi e Rishikesh. Eu combinei minha viagem da Índia com uma ida às Maldivas e uma passagem por Doha.

Quando ir à Índia

A melhor época para visitar a Índia é no inverno, quando as temperaturas estão mais amenas. O verão lá é muito quente, definitivamente não é uma boa época. Viajei em dezembro e peguei até um friozinho na casa dos 10 graus. Leve casacos e roupas apropriadas se for nessa estação. Subestimei o frio de Delhi. Jaipur é mais quentinho.

Os melhores meses são outubro, novembro, fevereiro e março. Embora dezembro e janeiro estejam dentro do inverno, do bom período para viajar à Índia, esses meses costumam ter muito nevoeiro, e atrapalha bastante as fotos. Eu viajei em dezembro e sofri bastante com isso.

E de novo, evite os meses de verão (de maio a setembro), principalmente julho e agosto que é o período das chuvas fortes que caem na Ásia (as monções).

Como se locomover

Para fazer o roteiro de 7 dias pela Índia fechei com um motorista recomendado chamado Zainul Khan, pros íntimos Khan.

A dica foi do meu amigo Marcio no Mundo que tem muitos posts bacanas sobre a Índia também. Veja aqui.

O Khan é muito atencioso e educado, não poupou esforços para atender nossas vontades nos 7 dias que passamos com ele na Índia. Nos recebeu no aeroporto com um colar de flores (ameiii) e providenciou guias para nós quando solicitamos. O carro dele é uma pick-up Toyota bem grande, (Innova SUV) muito confortável. Diariamente ele abastecia o carro com água mineral e outros “mimos” para nos agradar. O custo de 7 dias é de US$ 450, com carro motorista, estacionamento e pedágios. Achei super barato e pelo ótimo serviço deixei uma boa “tip”.

Contatos do Khan: celular / whatsapp : +91 99 9905.8688 (fechei tudo por whatsapp). O site dele é o www.primeindiatravel.com e veja que tem vários outros destinos além do Triangulo dourado (eu já quero voltar!). Se preferir contactá-lo por email é o primeindiatravel786@gmail.com ou info@primeindiatravel.com

Ps: pessoal, todos os elogios do blog são genuínos. Mesmo quando temos uma parceria ou patrocínio, a verdade prevalece. Minha indicação aqui é de <3.

Distâncias do Triângulo dourado

As estradas por onde passamos estavam em boas condições, só com muitos pedágios (pagos pelo Khan, inclusos no preço).

Delhi x Agra são aprox. 215km, 3,5 horas

Agra x Jaipur são aprox. 240km, 4 horas de viagem

Jaipur x Delhi são aprox. 270km, 5 horas de viagem

Onde se hospedar na Índia

Como falei vou escrever um artigo específico para cada cidade e conto mais sobre o hotel lá. Adiantando me hospedei:

  • Nova Delhi – Shangrila -Eros Hotel
  • Agra: – Courtyard by Marriott Agra
  • Jaipur: – The Raj Palace
  • Delhi – Holiday Inn Airport Hotel

Não esqueça de fazer sua reserva de hotel usando os links do blog para o site do Booking.com. Você paga o mesmo preço e nós ganhamos uma pequena comissão que ajuda na manutenção do site. Obrigada! 😉

Sobre a comida na Índia

A comida indiana é rica em sabores, cores e temperos, mas também é muito apimentada. Se você não gosta ou não está acostumado com a pimenta vá bemmmm devagar. Pergunte e avise de forma bem enfática que não quer pimenta alguma porque, mesmo os pratos considerados não apimentados, tudo é apimentado! Em último caso, fale que é alérgico.

As condições de higiene também são bem duvidosas, e por isso muitas pessoas pegam uma infecção alimentar na Índia. É tão comum que a doença já tem até apelido: “Delhi Belly“ ehehe #OMG

Por isso busque por restaurantes com boas recomendações. Eu evitei comer na rua. Tomava o café da manhã no hotel, e para almoço levei do Brasil barrinhas e saquinhos de nuts. Jantava no hotel ou em algum restaurante escolhido previamente (conto melhor nos posts das cidades). Não passamos mal hora nenhuma.

Algumas dicas:

  • Leve álcool gel e use frequentemente
  • Evite bebidas com gelo (você não sabe a procedência da água), o mesmo para sucos.
  • Só beba água mineral e verifique se está lacrada. Se vier aberta, devolva.
  • Até para escovar os dentes usei água mineral (a maioria dos hotéis sempre oferecem de cortesia)
  • Não coma nada cru. Prefira cozido, ou até mesmo frito.
  • Leve um par de meias velhas na bolsa para entrar nos templos. Como tem que entrar descalço, é melhor usar a meia do que pisar no chão sujo.

Segurança na Índia

A Índia é um país considerado seguro, mas, claro, alguns cuidados devem ser tomados como em qualquer lugar do mundo. Os índices de crimes violentos são baixos, especialmente contra turistas. Mas claro, podem acontecer pequenos furtos e principalmente golpes. Fique atento.

Só me senti insegura uma única vez ao entrar no Monkey Temple em Jaipur. Nesse lugar fizemos a visita sem a companhia do Khan que ficou no carro (a companhia dele é outra grande vantagem). Ele até ofereceu, mas não achei necessário. Aí se aproximou um homem querendo nos levar para conhecer o templo, e foi caminhando para um lugar sem movimento. Estavam somente eu e minha filha. Percebemos o perigo e escapulimos. No final o cara ficou pedindo dinheiro (doação para o templo…). Por isso evite lugares isolados ou com pouco movimento. Nunca aceite convites de estranhos e, sempre que possível, estejam acompanhados de mais pessoas.

Outro ponto importante é vestir-se adequadamente. Lá até as mulheres são muito conservadoras, imagina os homens. Use roupas sem decotes.

Os indianos adoram tirar selfies com a gente, especialmente as loiras. Minha filha foi muito assediada para fotos, mas sempre na maior educação. Eles queriam tirar fotos com a gente e a gente queria tirar fotos com eles. Deu match! <3

E assim me despeço… mas só desse artigo! Esse é o primeiro de muitos…. Espero que ao final te convença de VIAJAR PARA ÍNDIA!

Espero que tenham curtido todas as dicas do roteiro de 7 dias pela Índia. Qualquer dúvida só deixar um comentário aqui abaixo.

Ah! E não esqueçam de fazer suas reservas de hotel, passagem, carro, seguro, etc comigo aqui no blog. Você paga o mesmo preço e eu ganho uma comissão que ajuda na manutenção do site.

+ do roteiro de 7 dias na Índia

+ O que esperar da sua viagem à Índia

+ Descubra aqui meu roteiro em Delhi

+ Veja aqui a linda história do Taj Mahal

Obrigada pela visita, volte sempre!

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *