Roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros

Se você já leu o post introdutório, agora vamos detalhar nosso roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros. São muitas atrações a escolher. Nós fizemos o principal, mas se você tiver mais dias disponíveis pode ficar até 7 dias que ainda assim terá opções de o que fazer na Chapada dos Veadeiros sem repetir. 

+ Leia aqui o post introdutório sobre a Chapada dos Veadeiros.

Roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros

Importante saber que, para chegar na maioria das atrações, você precisará caminhar. Tem trilhas de fácil acesso e outras que chegam a 7 km, em terrenos íngremes e acidentados. Vamos dar uma olhada no meu roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros?

Vale da Lua

Resumo do primeiro dia

Saímos bem cedo de Brasília rumo à Alto Paraíso de Goiás, numa viagem de menos de 3 horas. Paramos na estrada para avistar o Jardim Maytreia e o Morro da Baleia. Logo depois seguimos para o Vale da Lua, o ponto alto do dia. Almoçamos num restaurante de comida caseira na Vila de São Jorge, e à tarde fomos visitar as Loquinhas. Curtimos o final de tarde num barzinho em Alto Paraíso e depois pegamos a estrada para dormir em Teresina de Goiás, um pequeno município perto de Cavalcante, já que nossa meta no dia seguinte era acordar bem cedo para conhecer a Santa Barbara.

Jardim de Maytreia

O Jardim de Maytreia é considerado um lugar sagrado pelos místicos que afirmam existir no local um campo de força magnética. Lugar bom para agradecer, admirar o cerrado, as veredas e buritizais que ali são emoldurados por um horizonte cercado de montanhas.

Vale Da Lua

Tinha muita expectativa com o Vale da Lua, e não me decepcionei. Muito lindo e diferente. O nome vem claro da aparência semelhante às crateras lunares, que lá formam piscinas naturais entre grutas e fendas. Lá fiquei sabendo que o local foi formado há + de 600 milhões de anos atrás, esculpido pelas águas transparentes do Rio São Miguel. É um dos lugares mais visitados da Chapada dos Veadeiros com várias piscinas naturais onde os visitantes podem se refrescar. Para chegar lá, é necessário fazer uma trilha fácil, de aprox. 600 m de caminhada. É uma propriedade privada, portanto cobra-se entrada (inclusa no meu pacote com a Company Ourique).

Vale da Lua

Vale da Lua

Loquinhas

O complexo da Loquinhas é um conjunto de poços e cachoeiras com águas esverdeadas e cristalinas. O acesso é fácil, através de uma trilha com rampas de madeiras que facilita a visitação de todas as idades. Também é uma propriedade privada, e fica bem perto do centro de Alto Paraíso. São 2 trilhas principais, da esquerda com 9 poços e da direita com + 8 poços. Por recomendação pegamos a trilha da esquerda para chegar ao poço Xamã e poço do Sol, os mais lindos.  

Loquinhas

Resumo do segundo dia

Saímos da pousada às 6hs rumo à Cavalcante. As 7h já estávamos na fila de entrada para a Cachoeira Santa Bárbara e pasmem… Já havia um enorme número de pessoas para entrar. Compramos os ingressos (1,5 h de espera na fila) e fomos conhecer a cachoeira Candaru, aguardando esvaziar a Santa Bárbara. Almoçamos num restaurante dentro da comunidade quilombola chamado Rancho Kalunga e voltamos à noitinha para São Jorge.

Na programação desse dia o guia é obrigatório. Nós estávamos acompanhadas pelo Manoel da Company Ourique, que nos guiou os 4 dias, e pelo Calixto da comunidade Kalunga. Se você estiver sozinho pode contratar um guia no Centro de Atendimento (CAT) de Cavalcante ou no CAT de Engenho II. Para fazer as 3 cachoeiras da região (Santa Bárbara, Capivara e Candaru) você vai pagar em torno de R$ 150 a R$ 200, dependendo do tamanho do grupo e da negociação.

Cachoeira Santa Barbara

A Cachoeira Santa Bárbara fica em Cavalcante, a 90 km a norte de Alto Paraíso em estrada asfaltada. Chegando lá vai ter que andar mais 30 km em estrada de terra até chegar ao quilombo dos Kalungas, onde está a cachoeira. Santa Bárbara faz tanto sucesso por conta do tom azul turquesa de suas águas. Um tom único na região que é originado pelo material calcário do fundo. 

Para visita-la é preciso pagar uma taxa de visitação e contratar um guia local que cuida da sua segurança e da natureza. Tem dois momentos de fila: para comprar o ingresso e depois para entrar (só entram de 50 em 50 pessoas). Perto do local onde aguarda a entrada tem uma prainha de rio chamada “Prainha da Capivara”. Vale a pena conhecer e esperar por ali. Quando a entrada for liberada ainda tem 1 km de trilha a pé. Vai valer a pena a espera e a caminhada.

Dicas da Chapada dos Veadeiros

Cachoeira Candaru

A Cachoeira Candaru está pertinho do local onde se compra os ingressos para a Santa Barbara, no Engenho II. Vale muito conhecer. Do nosso grupo algumas pessoas até gostaram mais dela do que a própria Santa Bárbara. São 70 metros de altura, com três quedas, e duas piscinas naturais. O acesso à Cachoeira Candaru é um pouco mais difícil e requer um carro 4×4. Dali da comunidade rola um frete com caminhão pau-de-arara que leva as pessoas até um ponto onde começa a caminhada. Tem gente que faz a pé, são uns 5km (só de ida) com bastante subida/descida, e terreno com bastante pedra. Mesmo os carros têm dificuldades (só vai ser estiver com 4×4).

Dicas da Chapada dos Veadeiros

Resumo do terceiro dia

Acordamos em São Jorge e fomos tomar café da manhã no charmoso centrinho. Nossa meta do dia era fazer a trilha do Mirante da Janela de aprox. 7km dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Ao final do dia algumas pessoas do grupo foram para as Águas Termais, enquanto eu preferi aproveitar uma massagem ayurvédica + sessão de reiki.

+ Veja nesse post tudo sobre a Chapada Mística, dicas de massagem, etc…

Mirante da Janela e Cachoeira do Abismo

A trilha é longa e cansativa, mas a vista vale muito. Aproveite a beleza do caminho. Ouvi muitas pessoas dizendo que essa trilha inclusive é mais bonita que a trilha dos Saltos do Rio Preto, dentro do Parque Nacional. Lá de cima da Janela dá para ver e sentir a grandeza da Chapada, um lugar com muita energia.

Veja sua condição física antes de iniciar a trilha, que é pesada, bastante íngreme, e com muitas pedras. Se você não quiser fazer a trilha completa, pode chegar até a cachoeira do Abismo, que leva esse nome porque fica à beira de um abismo com um visual arrebatador. Quando fomos a cachoeira estava praticamente seca (final de Abril), com um fiozinho de água só, mas com água fresca na piscininha.

Dicas da Chapada dos Veadeiros

Resumo do quarto dia

Ultimo dia, começamos pela Raízama, e depois fomos para a Cachoeira dos Couros. Almoçamos no restaurante da Dona Eleusa pertinho da cachoeira e seguimos estrada de volta para Brasília. Era o final do nosso roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros.

Raizama

Adorei o sítio Raizama que fica a 6 km de São Jorge. Pra chegar até as cachoeiras – no rio São Miguel – você percorre uma circuito fácil de mais ou menos 2,5 km. Não deixe de mergulhar nas águas do cânion. 

Dicas da Chapada dos Veadeiros

Catarata dos Couros

Essa cachoeira não pode faltar no seu roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros. As Cataratas dos Couros têm várias quedas, uma delas com mais de 100 metros de altura, corredeiras, cachoeiras e poços. O nome vem das águas do Rio dos Couros. É um passeio para curtir o dia todo. 

Cachoeira dos Couros

E aí gostou das minhas dicas e roteiro de 4 dias na Chapada dos Veadeiros? Então deixe um comentário para eu saber da sua visita ao blog.

Bjs e até o próximo post.

Flavia Ribeiro

 

 

Você vai gostar de...

Como encontrar os Dragões de Komodo Os legendários dragões de Komodo, a maior espécie de lagarto vivo do mundo, são as grandes atrações do Parque Nacional de Komodo na Indonésia (junto c...
Organize seu roteiro em Nusa Penida Continuando com o nosso roteiro em Nusa Penida veja aqui como foi o segundo dia na ilha. Passamos por lugares de tão lindos quanto o primeiro dia, por...
Descubra Kelingking beach em Nusa Penida Um dos pontos mais esperados da viagem à Indonésia era chegar na Kelingking beach em Nusa Penida. Definitivamente daqueles lugares que te fazem sentir...
Roteiro de 15 dias pela Indonésia A Indonésia é um país-arquipélago enorme, são mais de 17 mil ilhas! Nesse artigo vou começar a contar sobre o roteiro de 15 dias pela Indonésia, e det...

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *