A natureza é mesmo grandiosa e refugiar-se para a pratica de algum esporte de aventura junto a ela é muito gratificante. Adoro programar nos meus finais de semana fazer trilhas combinadas com rapel em cachoeira. O rapel é pura emoção e adrenalina, e se você for capaz de vencer o medo, viverá momentos de grande euforia e prazer pela conquista.

rapel-desbravando-rio- - 1

Rapel em Cachoeira, uma verdadeira aventura

É indicado para pessoas que gostam de uma aventura radical (segura, se praticada dentro das especificações), e contra-indicado pra quem tem medo de altura. Se tiver o desejo, mesmo que com medo, arrisque! Mas se o medo for maior, não vá, pois nada justifica fazer algo sem prazer.

Rapel na Pedra da Tartaruga

E creia, aos poucos, o medo vai cedendo lugar pra sensação de liberdade, pra integração com a natureza, e você acaba por relaxar com a água massageando seu corpo. Pare, agradeça, e contemple a paisagem! Sobretudo se for um dia lindo de sol! Poucos tem a chance de ver aquela paisagem de um ângulo que nem todo mundo tem coragem de ver!

rapel-desbravando-rio- - 1 (6)

Os mais atrevidos (oi!) podem até virar de ponta cabeça e fazer várias manobras, o que deixa a brincadeira muito mais gostosa. É legal (juro!) ver a vida por um ângulo diferente!

Rapel na Pedra da Tartaruga
Minha filha de 12 anos

O video abaixo mostra filmagens aéreas do rapel num predio abandonado em São Conrado – RJ, “Esqueleto Tourist Hotel”.

Outras modalidades de rapel

Há uma modalidade de rapel também usada pra descer abismos em cavernas, com dificuldades e técnicas diferentes, além do rapel em escalada. Mas é o rapel em cachoeira, também conhecido como canyoning, na minha opinião, o mais belo e emocionante de todas as modalidades do esporte. Obviamente que rapel em cachoeira aumenta o nível de dificuldade do rapel comum, portanto seria recomendável que você já tenha praticado um rapel de montanha antes.

Rapel na Pedra da Tartaruga
Pedra da Tartaruga, Barra de Guaratiba – RJ

Onde fazer rapel em cachoeira

Véu da Noiva em Muriqui

Perto da cidade do Rio temos duas cachoeiras muito usadas para a prática: a primeira é o Véu da Noiva, em direção à Angra dos Reis, na Costa Verde. É uma belíssima queda d’água, de 52m de águas fortes e cristalinas, cercada pela mata atlântica a sua volta.  Lá de cima dá para ver o mar. É considerado um dos melhores pontos para rapel em cachoeira de todo o Rio de Janeiro.

Muriqui não fica muito distante, pela Rio-Santos dá menos de 1 hora saindo da cidade do Rio (sem transito). A programação sempre começa cedo, que é bom pra arrumar lugar para estacionar. E vamos combinar que acordar cedo rende o dia, né? Pare o carro no lado direito (direção a Angra ) no recuo em frente da comunidade conhecida como “Cachoeirinha”. A partir dali, mata a dentro, uma trilha leve e curta te leva até a cachoeira. Logo logo já vai começar a ouvir o som da água!

Muriqui Véu da Noiva
Véu da Noiva em Muriqui

Cachoeira do Mendanha

Tem também a cachoeira do Mendanha, na zona oeste do Rio de Janeiro. Lá a trilha é moderada e muito bonita também. Chegando lá vocês serão equipados e receberão as instruções de segurança dos guias, que deve ser ouvida com atenção por todos, mesmo que você seja um “passageiro frequente”.

Cachoeira do Mendanha
Cachoeira do Mendanha

Segurança é coisa séria!

É preciso cuidado com lugares escorregadios, fique de olho nas pedras lisas com musgos. Aliás o maior risco de acidente não é estar pendurado às cordas, é justamente escorregar pelo caminho!! Por isso é indicado o uso de um calçado apropriado, de preferência um ambivalente, para caminhar e pra nadar. O rapel propriamente é preferível fazer descalço.

Como segurança é coisa séria, é muito importante checar bem o equipamento utilizado, afinal você está literalmente pendurado por uma corda no alto de uma penhasco. É uma atividade segura, que deve ser praticada com atenção, mas se cair, já era… Bom saber antes de ir!

Veu da Noiva em Muriqui
Olha o mar lá no fundo!

Guias especializados no rapel em cachoeira

Por isso procurem um instrutor experiente, aquele que vai checar todo o seu equipamento de segurança, passar as técnincas e vai te auxiliar na descida. É preciso sentir confiança pra poder aproveitar. Se não sentir, não vá. Eu mesma, que já sou “experiente”, recuei numa gigante lá na Costa Rica (veja este video aqui). As técnicas sugeridas pelos guias eram diferentes daquelas que eu estava acostumada e preferi não me arriscar… Mas a maioria foi, e tudo bem!

Miguel Cordoba, prefiro sempre ele! <3
Miguel Cordoba, prefiro sempre ele! <3

Confio tanto nos meus instrutores favoritos da Desbravando Rio (que já são amigos queridos) pra deixar minha filha de 12 anos surfar a cachoeira com eles. Esse dia aí tinha muita água, ela foi muito corajosa!

rapel da cachoeira
Minha filha de 12 anos! Corajosa e vc?

Crianças menores de 12 anos não são recomendadas a praticar o esporte pois talvez não tenham peso corporal e maturidade o suficiente para o desafio. Outro aspecto importante sobre rapel em cachoeiras é verificar se choveu (ou ainda chove) no cabeceira da montanha. Isso para evitar estar ali durante as trombas d’água, fenômeno que acontece subitamente pelo aumento no nível de água, provocando uma enchente e carregando tudo pela frente.

rapel-desbravando-rio- - 1 (3)

Equipamentos de segurança

O uso correto do equipamento de segurança, como capacetes que visam proteger sua cabeça caso alguma pedra a atinja é importantíssimo. Leve ou use também:

  • tênis de caminhada ( de preferência que dê para fazer atividade aquáticas )
  • mochila com água (no mínimo 1,5 litros por pessoa) ou isotônico
  • lanches como barras de Cereal, sanduíches, biscoitos
  • repelente
  • protetor solar
  • óculos de sol
  • boné ou chapéu
  • roupa de banho (por debaixo da roupa)
  • máquina fotográfica é claro!
  • capa de chuva ou corta vento
  • vista roupas de tecidos leves e flexíveis (vai molhar)
  • Roupa e calçados secos para trocar depois

E ao final, não deixe de tomar aquele banho revigorante na cachoeira que você desbravou! Parabéns! Ele vai ter um gostinho especial!

Na foto abaixo estou com Luiz Gama da Desbravando Rio, na foto do fotógrafo Felipe Fittipaldi durante a matéria de capa da Veja Rio.

Rapel no Morro dois irmãos
Rapel no Morro Dois Irmãos – foto por Felipe Fittipaldi

Para agendar sua aventura ligue para a Desbravando Rio e fale com o Luiz : (21) 98097-3419.

Grande beijo e até a próxima aventura!

Flávia Ribeiro

 

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

1 comentário até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *