Pedra do Sino

Teresópolis, que está a menos de 100 km do Rio de Janeiro e a 900 m acima do mar, é a principal porta de entrada para o Parnaso (Parque Nacional da Serra dos Orgãos) de onde partiu nossa expedição. Veja aqui nesse artigo como chegar à Pedra do Sino.

Dedo de Deus, em Teresópolis

Pouco antes de chegar paramos para a clássica foto com o Dedo de Deus ao fundo, um dos principais cartões postais da região, estampado na bandeira do estado do Rio de Janeiro. Esse exuberante conjunto de montanhas assemelha-se a uma mão apontando o dedo indicador para o céu e, daí o nome Dedo de Deus. Dá para conquistá-la também, aos seus 1692 m de altitude, mas isso se você é um montanhista experiente. Além de trilha puxada, o terceiro “dedo” requer uma série de técnicas, incluindo escaladas e rapel.

Pedra do Sino
Dedo de Deus ao fundo

Como chegar à Pedra do Sino

Nosso propósito era alcançar a segunda maior atração da região, a Pedra do Sino, o ponto mais alto da Serra dos Órgãos, em seus 2.263 m de altitude. O trekking até o abrigo 4 leva de 3 a 5 horas, a depender do seu preparo físico e do peso da sua mochila cargueira. Não é uma trilha considerada muito pesada, apesar de longa. Seus trechos são largos e a trilha está bem definida.

Pedra-do-sino-Parnaso- - 1 (4)

Se você pretende fazer um bate-volta no mesmo dia, é bom começar cedo. A vantagem é não carregar uma mochila tão pesada quanto a pernoite requer, mas a (grande) desvantagem é que você perder o amanhecer, um espetáculo sem igual.

Pedra do Sino

O inicio da trilha é a parte mais difícil, que além das pedras, o seu corpo ainda não está quente e acostumado. Mas vai subindo, vai parando e curtindo que, da metade em diante, vai ficar mais fácil. Confie e respeite seu ritmo.

Pedra do Sino

Lá de cima pode-se avistar a baía da Guanabara, a cidade do Rio de Janeiro e parte do Vale do Paraíba, sem contar todos aqueles belos relevos das montanhas ao redor. Deslumbrante é a palavra!

Pedra do Sino

Chegando lá, reponha as energias rapidamente, e não perca a chance de ver o pôr do sol na Pedra da Baleia. O corpo vai estar quente ainda e a animação de ter chegado é grande, mas não esqueça de se agasalhar pois as temperaturas baixam rapidamente ao cair da noite, além de ventar muito.

Pôr do sol na Pedra da Baleia

É ali que abrimos a primeira garrafa de vinho. Ah! E não esqueça de levar lanternas!

Pedra-do-sino-Parnaso- - 1 (12)

O Abrigo 4 do Ibama

Nos hospedamos no Abrigo 4, um chalé de montanha simples, erguido pelo IBAMA, sobre as ruínas das fundações do antigo abrigo, e que conta com energia solar e tratamento biológico de afluentes. Ele tem capacidade para receber 30 visitantes com as facilidades de cozinha comunitária e banho quente (minutagem controlado no grito ahaha).

Pedra do Sino

Nós estávamos num grupo grande e conseguimos reservar todo o bivaque pra gente, uma espécie de sótão no andar de cima que necessita de saco de dormir. Se for no inverno leve um saco de dormir para temperaturas bem baixas, e um isolante térmico. Bom reservar com antecedência. Se não conseguir nenhuma destas duas opções ( 1º. Andar com beliches ou 2º. Andar saco de dormir ), é possível montar sua barraca à frente do abrigo (também com vagas limitadas).

Pedra do Sino

Cozinha comunitária e banho quente

O jantar também é uma hora muito legal, hora de cozinhar em conjunto com a colaboração da galera. Cada um faz uma parte e assim rola o clima de toda a viagem. Ah! A cozinha já dispõe dos utensílios! Também é a hora de abrir mais garrafas de vinho e esvaziar o peso da mochila para a volta – hehe. Uma bela macarronada com carne moída e molho de tomate faz a alegria de todos! Pode abusar do carboidrato a vontade e sem culpa, você já está no crédito com a subida.

Pedra do Sino

Apesar do vinho e da vontade de ficar conversando a noite toda, estávamos cansados da subida e ansiosos pelo amanhecer do dia seguinte que prometia um dos mais lindos visuais na Pedra do Sino.

Pedra do Sino

O amanhecer na Pedra do Sino

Acordamos às 5h da manhã para mais uma subida de 30 a 40 minutos pra chegar à Pedra do Sino. Prepare-se para ficar diante de uma das vistas mais incríveis do mundo!

Pedra do Sino

A foto não consegue expressar o tamanho da beleza que é olhar a imensidão daquele cume.Pedra do Sino Muito vento, muito frio mas uma alegria enorme de poder ter conquistado mais este desafio.

Pedra do Sino

Ver o sol nascer entre as nuvens, estar entre queridos amigos, foi muito emocionante.

Pedra do Sino
Com o grande mestre e amigo, Marcos Perim

Deu até um aperto no coração e fez refletir quão grandiosa é a natureza, e quão pequenos somos nós!

Pedra do Sino

Gosta de montanhas? Não deixe de conferir nossa aventura rumo ao Pico da Bandeira aqui neste link.

Dicas para chegar à Pedra do Sino

  • Se for fazer o “bate-volta” à Pedra do Sino no mesmo dia, estabeleça um horário limite para voltar e não arriscar-se passar a noite na montanha despreparado.
  • Leve sempre uma lanterna e pilhas reservas na mochila. Se tiver uma lanterna de cabeça, melhor!
  • Evite peso desnecessário na mochila para não atrapalhar o seu ritmo de caminhada.
  • Leve todo o seu lixo de volta. Aliás, se por uma infelicidade você encontrar o lixo deixado por outra pessoa, não perca a chance de recuperá-lo e jogá-lo no lugar certo.
  • Vá suficientemente agasalhado para enfrentar temperaturas negativas. Venta muito e a sensação térmica é muito baixa!
  • Hidrate o tempo todo e reponha as energias com água e isotônicos. Para comer durante a trilha leve barras de cereais/proteína e frutas.

Pedra do Sino

O Parque Nacional Serra dos Órgãos (PARNASO) abre diariamente, das 8h às 17h – Maiores informações pelo site deste link.

Portarias de acesso para chegar à Pedra do Sino:

  • Teresópolis: Av. Rotoriana s/n, Alto, Teresópolis / RJ – Tel.: 21 2642 4072 ou 21 2152 1111 – a portaria fica antes do trevo da cidade, entre os Kms 90 e 91 da BR116.
  • Petrópolis: Estrada do Bonfim, s/n, Corrêas, Petrópolis / RJ – Tel.: 24 2236 0258 ou 55 2236 5524
  • Guapirimirim: Km 98 da BR 116, Guapimirim (na subida da serra de Teresópolis) – Tel.: 21 3633 1898

Continue lendo:

+  Como subir o Pico da Bandeira

Gostaram das dicas de como chegar à Pedra do Sino. Qualquer duvida deixa um comentário aqui.

Boa trilha e volte sempre!

Viagens e Outras Historias

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

1 comentário até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *