Plaza de Armas de Cusco Peru

Cusco é um destino super cultural que combina história, excelente gastronomia e a oportunidade de explorar vários sítios arqueológicos da região. Reserve alguns dias para curtir essa importante cidade do Peru e não faça dela apenas uma passagem para Machu Picchu. Claro que Machu Picchu é o sítio arqueológico mais famoso do Peru, mas o Império Inca também tem outras construções importantes que seguem os mesmos preceitos de arquitetura. Nesse artigo listo os melhores programas para o que fazer em Cusco e arredores. Bora conferir?

Centro histórico de Cusco

O que fazer em Cusco

Há muito o que fazer na região de Cusco e arredores. Não deixe de visitar o centro histórico, as ruínas de Saqsaywaman, o Vale Sagrado dos Incas, a cidade arqueológica de Ollantaytambo e muitos outros pontos de interesse na região. Abaixo detalho os meus preferidos.

centro histórico de cusco

Centro Histórico

O ideal é explorar o centro histórico a pé, mas prepare-se para subir algumas ladeiras. Caminhando por suas ruas de pedra você vai encontrar museus, igrejas, muitas lojinhas vendendo os coloridos artesanatos peruanos, galerias, restaurantes típicos e bistrôs. Reserve ao menos meio-dia para curtir e descobrir o centro histórico da cidade.

cusco

Plaza de Armas de Cusco

É a praça principal, onde está o burburinho de Cusco. Majestosa, tem arquitetura colonial espanhola, mas alguns resquícios da época Inca ainda estão ali presentes. É na Plaza de Armas que acontecem manifestações populares em datas festivas. Na foto abaixo rolava os desfiles cívicos da festa Inti Raymi, uma das mais importantes da história Inca. Ao redor dessa praça estão agências que vendem os tours para o Vale Sagrado.

Plaza de armas Cusco

Mercados

Eu não sou de comprar muito, mas realmente os artesanatos peruanos são uma verdadeira tentação. Tem todo tipo de desde bolsinhas, jogos americanos, mantas. Visite principalmente o Mercado Central de San Pedro. Lá você vai encontrar várias bancas com artesanato andino e comidas típicas com preço mais acessível que as lojinhas no redor da Plaza de Armas. Ali não deixe de provar a “chicha” que é um refresco de milho roxo e aproveite para comprar uma lembrança para você ou para uma pessoa especial.

O que fazer em Cusco
artesanatos peruanos

Igrejas

As igrejas também são pontos turísticos em Cusco. Se você curte visitar igrejas históricas não deixe de conhecer a Catedral, a Igreja de San Pedro, a Igreja de San Cristobal e a de San Blas.

igrejas de cusco

Atrações nos arredores de Cusco

Sacsayhuamán

Sacsayhuamán foi construída por ordem do Inca Pachacútec (1438-1471) para ser um local sagrado dedicado ao culto do deus-sol. É lá que se realiza anualmente a Inti Raymi, a festa do sol.

O local, que hoje está em ruínas, foi construído por Huayna Cápac de 1493-1527. Estima-se que sua construção envolveu a participação de mais de 20 mil homens. O que mais impressiona são os muros com 300m de comprimento e quase 9m de altura construído com enormes blocos de pedra que podem pesar até 350 toneladas. Historiadores seguem tentando explicar com hipóteses como teriam transportados essas pedras e como teriam conseguido encaixar com tal precisão. Na época Inca o local possuía altares, torres, portais, escadarias e aquedutos. Infelizmente tudo foi destruído pelos espanhóis que saquearam e roubaram valiosas peças. O local era tão importante que Francisco Pizarro instalou-se ali quando tomou Cusco.

Cusco

Sacsayhuamán fica perto do centro histórico de Cusco, a 2 km de distância. O problema é a grande ladeira. Eu subi a pé pela Calle Suecia, saindo da Plaza de Armas. Uma opção é contratar um táxi.

Valle Sagrado dos Incas

Nos arredores de Cusco é legal visitar as ruínas do Valle Sagrado de Los Incas que engloba os seguintes sítios:

  • Písac
  • Urubamba
  • Ollantaytambo
  • Maras (Salineiras)
  • Moray
  • Chinchero

Para visitar estas áreas, é necessário ter em mãos o “Boleto Turístico del Cusco”, que é vendido por 70 soles (parcial) ou 130 soles para o programa completo. O boleto pode ser comprado nas galerias turísticas da Av. El Sol. Caso faça apenas o passeio de 1 dia, sem incluir nenhum outro ponto turístico de Cusco nos arredores, pode comprar o boleto turístico parcial.

Chinchero Cusco Peru

Esses sítios estão fora do centro de Cusco e os passeios levam o dia inteiro. É preciso ir de carro. Nós fechamos um preço com um taxista em Cusco para o dia todo porque preferi ter a flexibilidade de ficar quanto tempo queria em cada lugar. Pagamos 300 soles. E almoçar onde gostasse mais. Em todo caso é possível pegar um tour com uma das mil agências que estão no centro histórico (mais barato). Há opções de ônibus também mas não sei dizer muito porque não usei esse transporte.

Chinchero Cusco Peru

Chinchero

Os pueblos de Chinchero, bem como os de Ollantaytambo, estão assentados onde eram antigas aldeias pré-hispânicas. Chinchero ficava no caminho que os Incas chegavam a Machu Picchu e na época era um importante centro urbano. Não deixe de visitar a igreja católica, a praça, ver o muro de pedras polidas e os terraços agrícolas.

Chinchero Cusco Peru

Muito legal também visitar os ateliês onde mulheres ensinam sobre o processo de coloração da lã de alpaca e do tear que produzem as roupas.

Chinchero Cusco Peru

Chinchero foi também o lugar onde muitas plantações de tubérculos, como milho, batatas, quinoa, fava e cevada eram cultivadas com características de uma tecnologia agrícola milenar.

Chinchero Cusco Peru

Chinchero fica cerca de 40 minutos de Cusco e a uma hora de Ollantaytambo.

Moray

Os terraços agrícolas em Moray estão entre 3.200m e 3.500m de altitude, a 50 km de Cusco. É um outro impressionante sítio arqueológico inca, formado por terraços circulares que funcionavam como um centro de experimento agrícola com ótimo sistema de irrigação. Foi lá que se desenvolvou as tantas variedades de milho que foram adaptadas à altura.

Moray Peru

É preciso apresentar o boleto turístico para visitar esse sítio arqueológico.

+ Clica aqui para saber a História do Império Inca

Salineras de Maras

As Salineras de Maras também é um passeio superinteressante. Estão ali mais de três mil salinas com mais de dois milênios de existência. Mas de onde vem esse sal, que é extraído com as mesmas técnicas antigas, a muitos quilômetros de distância do mar? O sal é retirado das águas mananciais da montanha e direcionadas aos pequenos tanques de armazenamento. Da primeira vez que estive ali podia-se caminhar entre os tanques, mas agora foi proibido.

Salinas de Maras Peru
Salinas de Maras Peru

Ali são produzidos e embalados vários tipos de sal, entre eles o rosado, o grosso e o refinado. Na entrada existem muitas barraquinhas que vendem o sal extraído em Maras. Não deixe de comprar, levar uma lembrança e ajudar os agricultores do pueblo de Maras. A produção do sal é fonte de renda das famílias que ali vivem, e, além disso, a quantidade de sódio é baixa, o que o torna mais saudável.

Sal de maras Peru

Ollantantaytambo

Ollanta como é chamada pelos locais é uma cidadezinha pequena e cheia de charme. É de lá onde parte um dos trens que chegam a Machu Picchu. E ali está um importante sítio arqueológico com centenas de degraus. Prepare-se!

Ollantaytambo

Ollanta foi uma das sedes da Era do Império e é um dos maiores complexos arqueológicos do Peru com 600 hectares. Não deixe de ver o Templo do Sol, Wiracochan ou Tunupa que é um monumento de 140m de altura esculpido na montanha.

Ollantaytambo

+ Dica: a cidade possui várias pousadas e hotéis. Pode ser uma boa ideia passar uma noite ali.

Rainbow Mountain

Se gostar de aventura experimente o trekking à Montanha Arco-íris, conhecida pelas 7 cores. Fiz com a Killa Expeditions. Esse espetáculo da natureza, que fica a mais de 5 mil metros de altitude, é fruto da oxidação de diferentes minerais que a compõem ao longo de milhões de anos.

Rainbow Mountain

+ Confira nesse artigo aqui como foi o dia na Rainbow Mountain.

Machu Picchu

Machu Picchu é o sítio arqueológico mais famoso do Peru e uma das 7 Maravilhas do Mundo. Escrevi um outro artigo com dicas de Machu Picchu. Clica aqui para conferir.

Machu Picchu
A Cidade Perdida dos Incas

Gostou das minhas dicas de o que fazer em Cusco e arredores? Se tiver qualquer duvida deixa um comentário aqui abaixo.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Viagens e Outras Historias

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *