Museu Qatar Doha

Inaugurado em março de 2019, o novo Museu Nacional do Qatar tem 11 galerias que contam a história da península do Qatar desde a formação há milhões de anos atrás, passando pela cultura nômade dos pescadores de pérolas até o atual cenário do petróleo e do gás natural.

Museu Nacional do Qatar em Doha

Com 8 mil metros quadrados de exposição, o novo Museu Nacional do Qatar reúne arquitetura, arte, música, arqueologia e história em uma série de experiências interativas, espaciais e sensoriais. Dentro e fora você encontrará espaços que não existem em nenhum outro lugar do mundo, pode ter certeza.

Museu Nacional do Qatar em Doha

O Museu Nacional do Qatar

O museu oferece aos visitantes uma ampla variedade de maneiras de aprender e interagir. As 11 galerias ficam em torno de um grande pátio que serve como local para eventos culturais ao ar livre. Existe um auditório com 220 lugares com um programa contínuo de eventos. Para estudantes e pesquisadores existe um centro de pesquisa e os laboratórios com novas oportunidades de estudo. Além disso, o museu tem cafés, restaurantes e uma lojinha com souvenirs do museu e do país. O teto da loja é tão fenomenal como tudo no museu, e tem inspiração num canion do interior do país.

Museu Nacional do Qatar em Doha
arquitetura Doha

O museu é classificado em quatro estrelas por sua sustentabilidade, de acordo com os parâmetros do Global Sustainability Assessment System. É também o primeiro a receber a certificação LEED Gold, um selo para construções verdes ao redor do mundo.

Museu Nacional do Qatar em Doha

Arquitetura do Museu

A construção do museu nacional do Qatar foi planejada por arquiteto francês Jean Nouvel, vencedor do Prêmio Pritzker, e patrocinada pelo governante do país Sheikh Tamim Bin Hamad Bin Khalifa Al Thani. O projeto foi avaliado em 375 milhões de euros.

Museu Nacional do Qatar em Doha

Jean Nouvel é também o arquiteto autor do Louvre de Abu Dhabi, do Instituto do Mundo Árabe de Paris e da ampliação do Museu Rainha Sofia em Madrid, entre muitas outras obras de importância mundial.

Doha

Inspiração na Rosa do deserto

Para o desenho, Jean Nouvel se inspirou na natureza para criar a estrutura arquitetônica do museu. Sua inspiração partiu da rosa-do-deserto, uma flor cristalizada, que se desenvolve na África e Arábia sob condições adversas, e emerge do solo através do trabalho do vento, da água salgada e da areia.

A partir das pétalas dessa flor, Nouvel criou o complexo design com grandes discos sinuosos de diferentes diâmetros e curvaturas. São mais de 85 mil peças em 3500 formatos diferentes. Um verdadeiro quebra-cabeças que se provou um grande desafio durante a construção, tornando o monumento ainda mais único no mundo.

rosa do deserto

Sobre sua criação Jean Nouvel disse que “O Qatar tem um profundo relacionamento com o deserto, com sua flora e fauna, seu povo nômade, suas longas tradições. Para fundir essas histórias contrastantes, eu precisava de um elemento simbólico. Por fim, lembrei-me do fenômeno da rosa do deserto: formas cristalinas, como pequenos eventos arquitetônicos, que emergem do solo através do trabalho do vento, da água salgada e da areia. O museu, que se desenvolveu a partir dessa ideia, com seus grandes discos curvos, interseções e ângulos em balanço, é ao mesmo tempo arquitetônico, espacial e sensorial”.

arquitetura Doha

O entrelaçamento dos discos resulta numa estética geométrica e futurista como poucos lugares no mundo. A cor da fachada tem o tom de cor de areia, que harmoniza com a paisagem do deserto.

“Simbolicamente, sua arquitetura evoca o deserto, sua dimensão silenciosa e eterna, mas também o espírito de modernidade e ousadia que veio e abalou o que parecia inabalável. São essas contradições que eu procurei evocar aqui.” disse Nouvel.

O Banco da Paz

Perto da entrada principal do Museu Nacional do Qatar está o 2º “ banco da paz”. A primeira escultura foi apresentada pela primeira vez na sede da ONU em Nova York no dia de Nelson Mandela, e depois transferido para o Nobel Peace Center, em Oslo na Noruega.

Banco da Paz Doha

Como dizia Nelson Mandela “A melhor arma é sentar e conversar.” Mais do que um símbolo reconhecido internacionalmente de diplomacia e diálogo (que através do seu design remete ao equilíbrio), espero que o “Banco da Paz” seja realmente um convite às conversas que tanto precisamos no mundo. 🙏

Horários de abertura

O museu abre de sábado a quinta-feira de 9 às 19h e sexta-feira das 13:30 às 19h. Possui estacionamento para até 430 veículos.

Quem me levou no Museu foi a Leila, que é uma guia brasileira em Doha. Ela oferece tours de meio dia, dia inteiro e até city tour na madrugada. Para entrar em contato com ela mande um whatsapp pelo +974 3318 5310 ou uma mensagem no instagram @turistandoemdoha ou pelo site dela aqui.

Continue lendo:

+ Dicas para quem vai à Doha pela primeira vez

+ O que fazer em Doha – principais atrações

+ Entenda o complexo cenário geopolítico do Qatar

Obrigada pela visita, volte sempre!

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *