O mergulho em Komodo na Indonésia é sem dúvida um dos mais desejados do mundo. Muito por conta da sua extraordinária biodiversidade e densidade de vida marinha.  O Parque Nacional de Komodo fica no “Triângulo de corais”, uma pequena parte do Pacífico Sul que abriga a maior densidade de vida marinha do mundo. A paisagem também é diferenciada de qualquer outro lugar. Komodo tem encostas escarpadas de savana seca, praias de areia branca e águas azuis que surgem sobre os corais. Vamos conhecer melhor como é o mergulho em Komodo?

Mergulho em Komodo

Mergulho em Komodo

Vida Marinha

Posso assegurar que o mergulho em Komodo é absolutamente incrível. À titulo de informação, lá foram catalogadas mais de 3200 espécies de peixes e 600 de corais. E os biólogos continuam catalogando mais espécies marinhas a cada ano. Tem de tudo, desde esponjas, crustáceos, moreias, golfinhos, baleias, tartarugas, tubarões e arraias. Espere também encontrar muita vida macro em Komodo. É até difícil prestar atenção nos pequenos animais (vi muitos nudibrânquios) quando você está cercado por centenas de peixes, mas vale a pena. Procure por um minúsculo cavalo-marinhos pigmeu que mede 1,5cm. É a menor espécie do mundo. Eu não vi, mas imagina isso?!

Mergulho em Komodo

Frog fish

Mergulho em Komodo

I’ve found the Nemo!!!

O mergulho em Komodo também é muito conhecido pela sua população de arraias-manta, mas é preciso ir na época certa. Eu fui em Julho e não as encontrei por lá, infelizmente.

+ Veja aqui a lista dos meus mergulhos pelo mundo

Mergulho em Komodo

Mergulho em Komodo

Como planejar seu mergulho em Komodo

Sem dúvida a melhor maneira de mergulhar em Komodo é através de um liveaboard de pelo menos 3 dias, que foi o que fizemos com a Flores XP. Na verdade, nosso liveabord combinava as opções de mergulho com trekkings, e assim tivemos a oportunidade de também caminhar dentro do Parque Nacional de Komodo para ver os dragões de Komodo de perto.

+ Conto mais como foi o liveabord nesse post aqui

Mergulho em Komodo

Mergulho em Komodo

Achei muito bom que estávamos num pequeno grupo de mergulhadores. Na maioria dos mergulhos éramos 4 acompanhados para um instrutor local. Para alcançar os pontos de mergulho mais distantes é preciso reservar mais dias no liveaboard. Como não tínhamos muito mais dias, aumentamos o mergulho numa daytrip com a operadora Uber Scuba, que é reconhecida como uma das melhores em Labuan Bajo.

+ Veja mais sobre a trip de Komodo aqui

Mergulho em Komodo

Como é o mergulho em Komodo

Mergulhamos em lugares bem diversificados, sempre com águas quentes na temperatura média de 28 graus (mês de Julho). A topografia incluiu mergulhos com fundo de areia e outros com paredes rochosas, em pontos com e sem correnteza.

Bom saber que o mergulho em Komodo nem sempre é fácil porque as correntes podem estar fortes, razão pela qual a vida marinha é tão abundante e intocada por lá (elas trazem nutrição aos peixes). Por isso é recomendável ter alguma experiência, para não criar situações de perigo como perder-se da sua dupla ou consumir o ar muito rapidamente. Geralmente mergulhos em pontos com correnteza usamos a modalidade “drift”, quando o barco nos deixava num ponto inicial a favor da correnteza e busca em outro ponto. Assim a correnteza se encarrega de nos levar de um ponto ao outro, evitando fazer esforço demais.

Mergulho em Komodo

Um dos mais bonitos points de mergulho em Komodo é Batubalong, uma rocha que fica no meio do mar com muita vida marinha. Já tinha lido que as correntes ali eram imprevisíveis. Na hora de cair o mar estava bem agitado, mas abaixo a corrente estava administrável.  Outros pontos de mergulho que merecem destaque são Siaba Kecil, Mini wall, Kanawa, Taka Makassar e Manta Alley.

Mergulho em Komodo

Batubalong, point top pro mergulho em Komodo

Dicas para um mergulho seguro

  • Esteja em boas condições físicas e mentais, descansado e hidratado. Não precisa ser um atleta profissional, porque ninguém tem intenção de nadar contra as correntes que certamente exige muito esforço e ar. O normal é “ir com o fluxo”.
  • Preste atenção nos briefings antes do mergulho quando os instrutores irão explicar o local do mergulho, as condições e o plano, além dos procedimentos de entrada e saída.
  • Verifique seu equipamento e o da sua dupla.
  • Na água esteja sempre junto do grupo e mantenha sua flutuabilidade neutra. Normalmente perto do recife ou do fundo a corrente é menos forte.
  • Fique atento ao seu guia de mergulho, ele pode sinalizar para esvaziar ou inflar o colete caso ocorra uma corrente ascendente ou descendente.
Mergulho em Komodo

Alegria pós-mergulho

Mergulho em Komodo

+ Planejando ir para Komodo? Clique aqui para ver os todos os outros posts.

Gostou do post? Tem algum dúvida? Deixa um comentário aqui abaixo para eu saber da sua visita ao blog. 🙂

Flavia Ribeiro

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

2 comentários até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *