Lago Atitlan Guatemala

Um lugar que não pode faltar no seu roteiro pela América Central é o Lago Atitlán na Guatemala. Ele leva a fama de ser um dos mais bonitos do mundo pela estonteante paisagem. Mas não é só isso, os povoados ao redor do lago ainda conservam a tradição e essência da civilização maia.

E o visual do lago arrasa, uma imensidão de águas cristalinas! São mais de 130 km quadrados, 350 metros de profundidade e 18km de distância de uma ponta à outra. Tudo isso à 1600m do nível do mar! E se não bastasse, Atitlán é rodeado por 3 vulcões: San Pedro, Toliman e o próprio, Atitlán.

O barato por lá é curtir a paisagem, de preferência em um dos lindos hotéis à beira do lago como eu fiz. <3 Não perca por nada o passeio de barco até o outro lado do lago e, se ainda houver tempo, pratique alguma atividade aquática no lago como kitesurf, jet ski ou kayak.

Lago Atitlán Guatemala

Quando ir ao Lago Atitlán

A alta temporada vai de novembro a abril quando não tem muita chuva. A partir de maio a incidência é bem maior e vai durar até Outubro. Fui em dezembro e peguei dias lindooos. À noite a temperatura cai um pouco, foi bom ter levado uma jaquetinha.

Lago Atitlán Guatemala

Como chegar no Lago Atitlán

Tem muita gente que faz só um bate e volta, mas de verdade, fique! Reserve uns 3 dias para curtir com calma essa natureza exuberante. Se misturar com a cultura maia, e apurar o seu olhar.

Há muitos shuttles saindo de Antígua ou da Cidade de Guatemala rumo aos povoados do Lago Atitlán. Há também serviços privados de taxi e van (como organizados pelo Tzampoc Resort) ou os transportes compartilhados.

Se quiser um taxi pode chamar o Oscar pelo whatsapp que ele te leva até lá por US$ 100 tel +502 5757.7837 ou Carlos +502.47397438.

Lago Atitlán Guatemala

Onde ficar no Lago Atitlán

Em todos os pueblos existem opções de hospedagem, de hostels à hotéis de luxo. Escolhi ficar no Hotel Tzampoc Resort, já vou admitir, por causa da piscina!! Ahaha uma das mais lindas que eu já vi na vida. Debruçada no lago, me senti em Santorini! Prepare-se para um visual azul-infinito e ao fundo, os vulcões. De arrasar, literalmente me apaixonei…

O hotel fica no povoado de Santa Catarina de Palopó, à mais ou menos 5 km de Panajachel, cidade porta de entrada para o Lago na maioria das rotas.

+ Conto mais sobre o hotel Tzampoc nesse post aqui.

Lago Atitlán Guatemala

Vilarejos do lago Atitlán

Muito bacana que o lago é cercado por povoados que ainda carregam as ancestrais tradições maias. Os três maiores são: Santiago Atitlán, San Pedro La Laguna e Panajachel. Conhecemos também Santa Catarina de Palopó, onde me hospedei, Santo Antônio de Palopó, onde visitamos a fabrica de cerâmicas e San Juan de la laguna.

 

Lago Atitlán Guatemala

Lago Atitlán Guatemala

O próprio hotel Tzampoc cuidou das reservas e nos levou até o píer para pegar o barco. Dei preferencia ao barco privado pra ter conforto e flexibilidade de horários (ao custo de 100 dólares/dia todo), mas há opção de barcos públicos também, mais econômicos e facilmente arranjado nos piers dos pueblos.

Lago Atitlán Guatemala

Lago Atitlán Guatemala

Santiago Atitlán

Santiago parece ser o maior vilarejo do lago, depois de Panajachel. É considerada a capital dos maias Tz’utujil.

Assim que chegamos um guia nos ofereceu mostrar os principais pontos turísticos num tuk-tuk, uma maneira ótima e eficiente de conhecer todo o povoado. Por pouco mais de uma hora passamos num lindo mirante, conhecemos a senhora com o chapéu de 7 metros de fita que está estampada numa das moedas da Guatemala, conhecemos a antiga igreja de 1547, ainda em madeira e com 20 degraus conforme o calendário maia, avistamos as mulheres lavando roupas nas pedras à beira do lago (uma tradição social, já que elas se encontram ali para conversar!) e ainda visitamos o Parque de La Paz, um memorial da guerra civil da Guatemala.

Lago Atitlán Guatemala

Lago Atitlán Guatemala

No retorno ainda deu para ver os artesanatos perto do píer.

Lago Atitlán Guatemala

San Juan La Laguna

É um povoado bem pequeno, chega a ser até um pouco pacato. O grande atrativo é visitar a cooperativa de tecelagem. Aprendemos ali como são fabricados aqueles lindos tecidos coloridos. A lojinha tem realmente vários produtos diferenciados, vale a pena!

Lago Atitlán Guatemala

Lago Atitlán Guatemala

Se você gosta de pintura também vai gostar desse pueblo que é conhecido pelas pequenas galerias de arte local chamadas de “Chiya”.

Lago Atitlán Guatemala

San Pedro

Adorei a vibe de San Pedro, me lembrou muito Copacabana na Bolívia. Dá para notar de cara que é o pueblo escolhido pelos mochileiros. Tem vários barzinhos, cafés, hostels, lojas de tattoos, música ao vivo e boa dose de agitação. No entanto tem um ar mais turístico do que os outros, menos genuíno.  

Lago Atitlán Guatemala

Vi um montão de pequenas agências com ofertas de passeios, banquinhas de artesanato e pulseirinhas, brincos e afins. Por aparentar ter mais estrutura turística pode ser uma boa base para ficar e explorar os demais pueblos (se bem que eu não trocaria por nada a minha piscina no Tzampoc Resort debruçada no lago).

Lago Atitlán Guatemala

Estando ali não perca o trekking ao vulcão San Pedro, 6 horas de caminhadas ida e volta. Fiquei devendo essa mas já entrou pra lista.

E parabéns para o povoado de San Pedro não admite mais sacolas plásticas por ali, muito importante cuidar da sustentabilidade do lago!

Lago Atitlán Guatemala

E aí, gostando da Guatemala? Tem alguma dúvida? Tem muitos mais posts vindo aí!

Um beijo e até o próximo…

Flavia Ribeiro

 

Você vai gostar de...

Dicas de Óbidos, a vila medieval de Portugal Super fotogênica e bem cuidada, Óbidos tem muita história pra contar. Ainda preserva ares de cidade medieval com casario e monumentos muito bem conser...
O que fazer em Lisboa em 2 dias, Portugal Confesso que demorei um pouco para conhecer Portugal. E quando fui finalmente me encantei! Como já devia ter conhecido a terrinha antes! Nesse post aq...
Parque das Aves, vale sua visita? Confesso que entrei meio receosa pela primeira vez no Parque das Aves, em Foz do Iguaçu. A sensação era de entrar num viveiro, onde os animais estaria...
A mística Chapada dos Veadeiros Paraíso do ecoturismo e reduto de hippies e esotéricos, a Chapada dos Veadeiros é também conhecida como uma região holística e um dos principais centr...

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *