Passeios de elefantes em Amber Fort são uma grande atração. Os animais, decorados e pintados, transportam turistas pela subida íngreme de pedras duras até a entrada principal do forte por um caminho de um quilômetro. Embora seja possível chegar de carro ou andando, muitos turistas preferem chegar montados no animal. 🙁

80 Elefantes em Amber Fort!

Existem cerca de 80 elefantes no Amber Fort (OI-TEN-TA!!), que recebem aproximadamente 900 visitantes por dia. O peso nas costas do elefante pode chegar a 300 kg, contando com o peso de dois turistas mais o mahout (guarda-elefantes), além do assento de madeira.

O caso está nos tribunais

A instituição de caridade animal World Animal Protection (WAP) e a People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) fazem frequentes protestos no intuito de conseguir a proibição do uso turístico dos animais. O caso já está inclusive nos tribunais. Já conseguiram que o departamento de turismo limitasse o número de passageiros de quatro para dois, e o número de viagens por dia. No inverno são no máximo cinco viagens por dia e três no verão. Além disso o horário de subida ficou limitado de 9h às 12h no inverno, e de 9h às 11h no verão porque o clima quente é ainda mais punitivo para os animais. Num passado recente, os elefantes trabalhavam o dia todo e transportavam quatro passageiros mais o mahout!

+ Veja aqui relato completo sobre o Amber Fort em Jaipur

Ver os elefantes subindo no calor sem uma sombra à vista é uma experiência perturbadora. Você pode ver sofrimento nos olhos dos elefantes dizendo “basta, basta”. Além do que, por mais que o elefante seja um ser social, calmo e gentil, e tenha sido ‘domesticado’, ainda assim ele é um animal selvagem.

E o governo?

O governo de Jaipur faz inspeções de rotina frequentemente para impedir o trabalho excessivo dos elefantes e a possível crueldade. O problema agora está no trato dos cuidadores que podem ser agressivos com os elefantes, usando a tortura para provocar medo e dor para fazê-los obedecer.

“Não se trata apenas dos métodos cruéis que são usados ​​para treiná-los, a fim de torná-los dóceis, mas também do fato de que muitos precisam desesperadamente de ajuda médica. As doenças variam de tuberculose, problemas de sangue, cegueira, desnutrição e lesões nos pés ao caminhar em superfícies duras”.

O outro lado da história…

Por outro lado, os donos de elefantes dizem que precisam dessa renda para sobreviver, além do próprio departamento de turismo que deseja aumentar a receita do forte, no qual o passeio de elefante é uma grande parte da atração.

As instituições de proteção animal são incansáveis e têm conversado com as autoridades sobre alternativas. “Queremos que eles promovam o uso de bicicletas, não no mesmo caminho íngreme, mas em uma rota menos íngreme até a entrada do forte”, disse Gajender K Sharma, diretor da WAP na Índia. “E pedimos a eles que criem um santuário para os elefantes perto do forte, onde os turistas podem observá-los em um habitat natural. Isso pode se tornar uma atração turística separada.”

Eu e minha filha subimos a pé mas soube que no caminho, o mahout pede uma gorjeta significativa para alimentar o elefante, enquanto um fotógrafo aparecerá para tirar uma foto e te vender mais tarde.

Se após ler tudo isso, você ainda quiser subir no elefante para chegar no Amber Fort deve chegar cedo para garantir seu “passeio”. Infelizmente, muita gente aguarda na fila por um longo tempo, sob o sol intenso, esperando pela sua hora. O passeio custa 1.000 rupias para duas pessoas e leva aproximadamente 20 a 30 minutos (dependendo do tráfego de elefantes!)

Continue lendo sobre a Índia e Jaipur:

+ Roteiro de 7 dias pela Índia

+ Tudo, absolutamente tudo, sobre Jaipur

+ Agra e o Taj Mahal

E aí? Me conta aqui se concorda ou nao com o uso de elefantes em Amber Fort Jaipur. Deixe seus comentários aqui abaixo.

Obrigada pela visita, volte sempre!

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *