Rangiroa foi uma das 4 ilhas que passei na minha viagem à Polinésia Francesa, além do Tahiti, Moorea e Bora Bora. Meu objetivo lá era o mergulho de cilindro já que Rangiroa tem fama de um dos melhores locais de mergulho do mundo. Mas isso é assunto para outro artigo, nesse aqui vou dar minhas dicas de Rangiroa para ajudar seu planejamento de viagem, ok?

Aliás, se você ainda não fez suas reservas de hotel, aluguel de carro, seguro viagem, chip de telefone, pode fazer aqui pelo blog na sessão “Organize sua viagem”. Você paga o mesmo preço e nós ganhamos uma pequena comissão que ajuda na manutenção dos servidores do blog e a trazer sempre mais conteúdos de viagem inteiramente grátis. Este site é feito com muita dedicação e seu apoio/participação nos ajuda a mantê-lo no ar.

Dicas de Rangiroa

Rangiroa é um atol do arquipélago Tuamotu da Polinésia Francesa com 78 ilhas e atóis. Os Tuamotus formam a maior cadeia de atóis de coral do mundo. Acredita que eles cobrem uma área do Pacífico Sul aproximadamente do tamanho da Europa Ocidental!

O que é um atol?

Rangiroa é o maior atol do arquipélago polinésio e o segundo maior atol do mundo! Um atol é basicamente tudo o que resta de uma ilha que teve em algum momento seu inteiror afundado. No caso de Rangiroa ela teve um vulcão extinto que começou a afundar lentamente. Tudo o que sobrou foi o recife de coral. O atol fica ligeiramente acima do nível do mar e sempre que o coral continuar crescendo para cima, o atol sobreviverá.

Os atóis não costumam cercar completamente a lagoa. Onde os rios fluíam das montanhas para o oceano, o coral não se forma. Desses lugares surgem passagens, que podem ser profundas o suficiente para os navios atravessarem e também servem para drenar a lagoa durante as marés. A lagoa de Rangiroa é acessada através da passagem de Tiputa e Avatoru.

Como chegar a Rangiroa

Há voos com a Air Tahiti saindo de Papeete ou de Bora Bora, que foi o meu caso. É possível que tenha saída de outras ilhas também, só checar no site da Air Tahiti aqui. A melhor vista no meu voo foi do lado direito.

Onde se hospedar em Rangiroa

A melhor opção de hospedagem em Rangiroa é o Kia Ora Resort e Spa que fica bem perto do aeroporto e no meio de uma linda plantação de cocos.

Kia Ora Rangiroa

O  Kia Ora tem bungalows overwaters (sobre a água) e de frente para o mar. Como eu já tinha feito a extravagancia de ficar num overwater em Bora Bora, fiquei num beach front. Mas foi ótimo e o meu tinha até uma jacuzzi na varanda.

O Kia Ora tem uma operadora de turismo na recepção que organiza os passeios e tem também um Dive center, o que facilitou muito.

Outra opção que eu vi foi o Relais de Josephine, que também é restaurante e oferece opções de hospedagem bem mais em conta que o Kia Ora (mas, claro, não com a mesma estrutura).

Quantos dias ficar em Rangiroa

Eu fiquei 2 noites com quase 3 dias inteiros, sendo 1 dia para aproveitar a estrutura do Resort, outro para mergulhar e o outro para um tour privado à Blue Lagoon, uma passeio belíssimo e imperdível. Ficaria mais um dia para aproveitar outro passeio que não deu tempo que era o Reef island, disseram que era bem bonito tambem.

Blue Lagoon Rangiroa

Dicas de Rangiroa – O que fazer

Em primeiro lugar se você é mergulhador tem que reservar alguns dias para explorar o mundo sub de Rangiroa. Um dos dive points mais aclamados é o Tiputa Pass, a fenda situada entre os motus que formam a barreira de corais e por onde entra a corrente do mar, trazendo muitos peixes, tubarões, golfinhos, tartarugas e até baleias. Eu vou escrever um artigo só sobre o mergulho em Rangiroa em breve.

Imperdível também é o passeio até o Blue Lagoon de Rangiroa. Lindíssimo, está no vídeo que eu anexei à esse artigo. Viu? Esse passeio pode ser feito compartilhado com outras pessoas ou em barco privado, tudo organizado pelo concierge do Kia Ora. Ali também é possível mergulhar entre peixes e ver muitos corais.

Depois do Blue Lagoon ainda fomos para um snorkel no “Aquario Natural”, um ponto de mergulho com centenas de peixes coloridos e inofensivos tubarões passeando pelos arredores.

Jante no Les Relais de Joséphine, um restaurante que também é pousada e serve uma boa culinária francesa. Dali do deck do restaurante é que se assiste o show dos golfinhos no final da tarde. Esse restaurante fica de frente para o Tiputa Pass. Cheguei lá de bike, fica a uns 20 minutos do Kia Ora (à noite não tem iluminação nenhuma, melhor levar uma lanterna).

Qual é a melhor época para visitar

A estação seca vai de junho a setembro, mas se você pretende mergulhar essa época é um pouco mais complicada por conta do vento. Eu fui no início de Junho e achei bom. Já na “estação chuvosa”, que vai de novembro a abril, você pode pegar chuva, mas não por muito tempo porque a ilha não é montanhosa. Diria que o mês de maio e outubro são bons meses também, que pode não estar muito quente, nem muito nublado, nem muito ventoso.

Jantar temático no Kia Ora

O que comprar em Rangiroa

Se você gosta, as pérolas negras no Taiti são únicas. Há uma fazenda de pérolas pro lado do aeroporto que permite visitação. Rangiroa também abriga a única vinícola da Polinésia Francesa e fabrica o Vin de Tahiti. O incrível é a forma única que eles conseguem produzir vinho em solo coralino. É difícil visitar a vinícola, já que está no motu em frente à Vila Avatoru. O você pode fazer é comprar uma garrafa no freeshop do aeroporto. 😉

Espero que tenham gostado das minhas dicas de Rangiroa. Qualquer duvida é só deixar um comentário aqui abaixo que terei prazer em respoder.

Continue lendo

Obrigada pela visita, voltem sempre!

Viagens e Outras Historias

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *