O que fazer em Ushuaia

Não importa se você vá no inverno ou no verão, existem inúmeras atividades pra fazer em Ushuaia. Basta escolher a melhor época e a que mais combina com você, e com o tipo de viagem que está planejando. Confira abaixo uma lista dos principais passeios com as melhores dicas de Camila Paviani.

O que fazer em Ushuaia

O melhor de Ushuaia por Camila Paviani

Em geral a cidade não atrai tantos turistas aventureiros, como El Chaltén, mas existe sim uma infinidade de opções de aventura que não são tão conhecidas ou exploradas. As mais famosas são:

  • Parque Nacional Tierra Del Fuego
  • Cerro Martial
  • Laguna Esmeralda
  • Laguna Turquesa
  • Lagos Fagnano e Escondido
  • Canal de Beagle & Pingüins com Estância Harberton
  • Trem do fim do mundo
  • Glaciar Vinciguerra

+ Veja aqui o artigo introdutório com dicas de Ushuaia

Parque Nacional Tierra Del Fuego

O parque é uma reserva natural criada em 1960 e contempla 68.909 hectares no extremo sul da cordilheira dos Andes onde é possível conhecer paisagens patagônicas a pé, de carro ou bicicleta. O parque possui paisagens incríveis com montanhas, lagos, bosques, tudo o que a patagônia tem a nos oferecer.

O que fazer em Ushuaia

Logo na entrada o visitante recebe folhetos que contam um pouco da história dos antigos povos que habitavam estas terras, seus costumes, a fauna e flora predominante na região, um mapa e um guia de boas práticas como: não jogar lixo, não fazer fogueira, etc.

Parque Nacional Tierra Del Fuego

Preço: O preço de entrada no Parque Nacional Tierra Del Fuego é de 560 pesos argentinos (cerca de R$ 50,00) por pessoa, pagos somente em dinheiro na entrada do parque – veja aqui preços e informações sobre o Parque Nacional Tierra Del Fuego.

O que fazer em Ushuaia

+ Veja aqui como se locomover em Ushuaia e como chegar até as atrações

As principais trilhas do Parque Tierra del Fuego

  • Senda Costera: De dificuldade média e 8km (só de ida) leva aproximadamente 4 horas para ser percorrida. Pode iniciá-la no acampamento Enseada Zaratiegui, situada após cerca de 1,5km da portaria do parque, ou desde o lago Roca/Acigami.
Parque Nacional Tierra Del Fuego
  • Senda Hito XXIV: Também classificada como dificuldade média tem 3,5km (só de ida) e se estende à margem do lago Roca/Acigami.
Parque Nacional Tierra Del Fuego
  • Cerro Guanaco: Tem dificuldade alta pois é uma subida ígreme ao cerro Guanaco, tem 4km (só de ida) e leva 4h para subí-la, com a promessa de poder desfrutar de uma vista incrível da cordilheira junto ao lago. Um pouco da nossa experiência no Parque Nacional Tierra Del Fuego: Chegamos até o parque de táxi, porque queríamos a flexibilidade de voltar a hora que quiséssemos. Nossa idéia inicial era fazer a Senda Costera, mas logo na entrada fomos informados de que ela estava fechada, assim como o Cerro Guanaco. Decidimos então começar o passeio no lago Roca/Acigami.
O que fazer em Ushuaia

Como foi nossa experiência

Chegamos até o parque de táxi, porque queríamos a flexibilidade de voltar a hora que quiséssemos. Nossa ideia inicial era fazer a Senda Costera, mas logo na entrada fomos informados de que ela estava fechada, assim como o Cerro Guanaco. Decidimos então começar o passeio no lago Roca/Acigami. Continuamos no táxi até lá, descemos, pegamos o nº do motorista para chamá-lo quando quiséssemos ir embora, e fomos conhecer à pé o parque que há tanto tempo havia despertado minha vontade de conhecer a patagônia.

Parque Nacional Tierra Del Fuego

O lago possui uma vista maravilhosa, cercado de montanhas com neve no topo e a natureza em volta, é realmente espetacular. Caminhando para a esquerda, seguindo a margem do lago até chegar ao centro de visitantes e pegamos a direita em direção à Bahia Lapataia. Passamos por uma ponte, e fizemos o Paseo de la Isla (passeio rápido à beira do rio Lapataia, que envolve uma certa quantidade de lama…). Continuamos até o Mirador Laguna Verde. Uma pena que o dia estava nublado e cinza…

Parque Nacional Tierra Del Fuego

Achei o mapa do parque um tanto confuso, e comi bastante poeira porque há partes do caminho que a estrada é a mesma dos automóveis. Muitos visitantes contratam motoristas para levá-los aos pontos principais, mas isso, na minha opinião, tira um pouco a graça do passeio, que é apreciar os sons da natureza, respirar ar puro, ver os animais… Mas pode ser uma forma de pessoas com dificuldades de mobilidade visitarem o parque.

O importante mesmo é se divertir e aproveitar o passeio, portanto escolha o meio de transporte que mais lhe atenda: seja caminhando, de carro ou bicicleta! Ah uma dica: use aplicativos de trilhas, como o Wikiloc para se localizar e seja feliz 😉

O Lago Roca (ou Acigami)

O Lago Roca fica na divisa entre Argentina e Chile os dois países. O nome do lago foi colocado em homenagem ao antigo presidente da Argentina, o general Julio Roca, mas por conta de suas ações cruéis contra os indígenas da região, o nome foi alterado recentemente para Lago Aciagmi.

O que fazer em Ushuaia

O parque possui riquíssimo material arqueológico:

Trekking/hiking: Por estar cercada de montanhas, existem inúmeras possibilidade de trekkings com vistas incríveis (da cidade, do canal Beagle, da cordilheira, de glaciares, de lagunas de degelo, cavernas de gelo) porém, aqui vou colocar a minha impressão, aparentemente esse tipo de turismo não é tão procurado na região – exceto pela Laguna Esmeralda.

O Cerro Martial

O Cerro Martial é uma montanha há cerca de 6 km do centro de Ushuaia, que possui um glaciar no topo e no inverno vira pista de esqui. Ao chegar na base do cerro retire seu mapa na casinha de atendimento próximo ao teleférico, nele contém o caminho para chegar até o Glaciar Martial, ou até o mirador (ao chegar nos banquinhos, pegue o caminho à frente inclinando ligeiramente para a direita). Feito isso é só iniciar a subida!

O que fazer em Ushuaia
Cerro Martial

A área de banquinhos é ótima para realizar um piquenique e freqüentemente é o ponto final escolhido por muitos viajantes que decidem não continuar até o Glaciar, pois dali a vista já é espetacular. Embora exista um teleférico, este está há muito tempo desativado, portanto, a subida é mesmo feita a pé.

Cerro Martial
Cerro Martial

Prepare as pernas, água, lanche, e desfrute de uma caminhada em meio à vegetação com vistas de tirar o fôlego. Pode haver neve no caminho – nesse caso cuidado para não escorregar! Muitos aproveitam a neve para fazer bonecos, skibunda, guerra de gelo etc. As crianças se divertem muito, e o melhor de tudo é que não é cobrado entrada!

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia
Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

Ao retornar das atividades no Cerro Martial, conheça a casa de chá que fica próximo ao estacionamento. Lá você pode desfrutar de um local aconchegante para se aquecer com chás, tortas e bolos deliciosos num ambiente que só pode ser descrito por mim como super fofo!

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia
Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

A Laguna Esmeralda

A lagoa tem esse nome devido a sua cor e é bastante procurada por ser de fácil acesso e compor uma paisagem pra lá de incrível. Ela fica num vale entre dois cerros, cercada de árvores e atrás há uma linda montanha freqüentemente nevada. A caminhada para chegar até lá tem 4 km a aprtir da rodovia e leva cerca de 2h a ida (considere a mesma distância e tempo para o retorno). Não há necessidade de guia uma vez que há sinalização do caminho, mas se estiver inseguro não hesite em contratar um lá na cidade mesmo, os preços costumam ser melhores do que pela internet.

Laguna Esmeralda Ushuaia
Laguna Esmeralda Ushuaia

Este cenário típico da patagônica é o local ideal para fazer um lanche enquanto aprecia a natureza e tirar belas fotografias ao redor da lagoa. No inverno ela pode ficar totalmente congelada e muitos se divertem ao caminhar sobre ela! Fizemos a trilha na primavera, em outubro/2019 e estava completamente cheia de neve, do início ao fim. Embora a paisagem seja linda, existem dificuldades específicas de se fazer o passeio nessas condições: algumas subidas pequenas mas que com gelo podem ser um desafio, principalmente sem o calçado adequado. Em alguns pontos a neve estava fofa e pisávamos em falso, afundando até o quadril na neve.

Laguna Esmeralda Ushuaia

Não subestime a quantidade de água que passa pelos turbais, chega a cobrir o calçado e se for de cano baixo pode ficar encharcado.  Existe a possibilidade de seguir mais adiante, e chegar até o glaciar Ojo Del Albino, que abastece a laguna esmeralda com seu derretimento, porém aqui vai um alerta: a dificuldade é alta.

Laguna Esmeralda Ushuaia

Cerca de 5 km após a Laguna Esmeralda a uma altitude de 900 mts acima do nível do mar, a subida é realizada num solo com muitas pedras soltas, normalmente escorregadio por conta do gelo e bastante íngreme. Para esse trajeto recomenda-se a contratação de um guia. Para tem tiver sucesso nesta empreitada, no entanto, será recompensado com uma vista espetacular da laguna abaixo, bem como outros cerros da região, além de ver de perto o glaciar Ojo Del Albino, podendo inclusive, se tiver os equipamentos, caminhar sobre ele. Quem tem medo de altura pode sentir um pouco de vertigem.

Laguna Esmeralda Ushuaia

Laguna Turquesa

Essa é a “prima” menos famosa da Laguna Esmeralda, poucas pessoas a conhecem, mas possui encantos únicos! A trilha começa numa entrada discreta na mesma rodovia da Laguna Esmeralda (cerca de 2 km antes na direção Cidade – Laguna Esmeralda).

Lagos Fagnano e Escondido

Diversas agências fazem esse passeio de dia inteiro e levam os turistas a conheceram as belezas que rodeiam esses dois lagos, explicando um pouco da história e características da região, com diversas pausas para contemplar vistas panorâmicas, tirar fotos e podem incluir passeio de caiaque ou um churrasco no final de tarde.

Lago Escondido
Lago Escondido

Canal de Beagle & pingüins

Ushuaia está no extremo sul do planeta, próximo à Antártida e por lá existem muitas colônias de pinguins. Elas são mais numerosas no verão, mas também no inverno é possível observar e até chegar bem perto desses animaizinhos simpáticos.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia
Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

Esse passeio sai do porto de Ushuaia, percorre o canal de Beagle onde é possível observar a cidade de um ângulo totalmente diferente, com as montanhas ao fundo, as ilhas, aves e mamíferos da região, o famoso e fotogênico farol Les Ecleurs e vai até a estância Harberton.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

Lá toma-se um barco semi-rígido até a Ilha Martillo, onde estão os pinguins. Ao desembarcar pode-se caminhar próximo aos bichinhos que já estão acostumados com os curiosos.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

Eles vivem em curiosas tocas cavadas superficialmente no solo onde constroem seus ninhos e botam seus ovos – mas não é permitido chegar muito perto nem fazer barulhos que os deixem agressivos ou tocá-los para não interferir na vida selvagem. O passeio dura o dia todo e inclui uma visita ao museu da vida marinha que fica dentro da estância. O museu conta com diversos ossos de animais encontrados na região, como pinguins, baleias etc.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

Há várias agências que realizam o passeio de barco e algumas oferecem a possibilidade de parar próximo à ilha de pinguins para observá-los de longe, mas se você quer ter a experiência de caminhar ao lado de pinguins de fato, observe que a agência Piratur é a única habilitada a fazê-lo. Informações e reservas podem ser feitas direto no site da Piratur que realiza atendimento em português por e-mail.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

O preço da caminhada com pinguins com a Piratur para baixa temporada (out/2019) é USD 165 e o pagamento pode ser feito via paypal com dois cartões – para isso é necessário fazer a solicitação no momento da contratação. Também é possível comprar pelo site Brasileiros em Ushuaia por esse link aqui.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

Se você quer apenas ver os pinguins de forma rápida, sem desembarcar, pode escolher o passeio ” Navegação no canal Beagle + observação ilha Martillo” que tem a vantagem de ser mais barato e ainda sim proporcionar um passeio com vistas incríveis e a observação de pinguins em seu habitat natural.

Canal de Beagle e Pinguins em Ushuaia

A Estância Harberton

A estância é uma fazenda que pertence à família de descendentes do fundador inglês, o pastor missionário anglicano Thomas Bridges, moradores que mantém a fazenda até hoje. Histórias contam que ele foi o primeiro homem branco a habitar a região na tentativa de estabelecer domínio inglês sobre o território.

Estância Harberton
Estância Harberton

Inicialmente e ainda jovem morou nas ilhas Malvinas onde aprendeu a língua dos Yamanás, habitantes indígenas da Terra do Fogo e chegou a criar um dicionário com mais de 30 mil palavras indígenas. 

Estância Harberton
Estância Harberton

Muito instruído, ele também escreveu alguns livros e trabalhou para catequizar os indígenas e ensinar-lhes ofícios como carpintaria, horticultura, etc. Em reconhecimento ao seu trabalho em Ushuaia ganhou as terras que deu o nome de Harberton em homenagem ao local de nascimento de sua esposa. Lá criou a primeira empresa produtiva da região, introduzindo gado e lã.

Estância Harberton

Trem do fim do mundo

Se você está planejando uma viagem à Ushuaia, não pode deixar de embarcar no Trem do Fim do Mundo. Hoje uma atração turística, o trem refaz uma parte do trajeto que antigamente levava os presos até a região que hoje é o Parque Nacional Tierra Del Fuego para que trabalhassem cortando lenha. O trem sai da estação localizada na Ruta 3, faz uma parada de aproximadamente 15 minutos na estação La Macarena e depois continua até o Parque Nacional Tierra Del Fuego, retornando em seguida, num percurso que dura cerca de 1h45min ida e volta.

Você tem a opção de permanecer no trem para o retorno à estação inicial, ou pode descer no Parque Nacional e explorá-lo, porém observe que é necessário contratar um passeio com antecedência que te leve até as atrações do Parque. O trem faz várias viagens durante o dia, por isso uma das opções é pegar o último trem para regressar à estação inicial sem custo adicional. A entrada no Parque Nacional é paga, portanto leve o dinheiro necessário – veja aqui preços e informações sobre o Parque Nacional Tierra Del Fuego.

Horários: O trem faz o percurso todos os dias do ano, três vezes por dia: 9h, 12h e 15h – horários de saída da estação do Fim do Mundo.

Preços: Existem três categorias: Turista (simples), 1ª Classe Superior (inclui um lanche e uma bebida) e Classe Premium (vagão mais confortável e inclui pratos da gastronomia patagônica). Os preços variam de R$ 226 a R$ 526 para adultos, crianças até 3 anos não pagam e de 4 a 12 anos tem desconto. Os ingressos podem ser comprados com antecedência pelo Decolar ou presencialmente direto no guichê da estação.

Veja aqui informações oficiais sobre preços e horários do trem em português.

Cerro Castor

O Cerro Castor é um centro de Ski com estrutura completa de um bom resort invernal: possui opções de ski para todos os níveis, de iniciantes até atletas olímpicos que treinam no local, patinação no gelo, pode desfrutar de excelentes pratos da gastronomia argentina distribuídos por de 8 pontos pelo complexo, pode hospedar-se num dos chalés ou relaxar no SPA. É possível passar o dia brincando na neve sem precisar se hospedar na montanha, isso porque ela está há apenas 30 km de distância de Ushuaia, tornando um bate e volta muito fácil!

Mas quanto custa esquiar no Cerro Castor? Veja nesse link informações oficiais. A diária para esquiar custa ARS 1.530 (cerca de R$ 130), se reservar mais dias possui desconto.

Aluguel de equipamentos: Você pode alugar o equipamento em Ushuaia e levar até o Cerro Castor, ou alugar lá no parque mesmo (Esqui ou snow board + bastão + bota). O preço não muda tanto e você tem a praticidade de não precisar carregar.

Caso tenham alguma duvida sobre o que fazer em Ushuaia, é só deixar um comentário aqui abaixo.

Obrigada pela visita, volte sempre! 😉

Camila Paviani

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *