amber fort jaipur

Elefantes, camelos, encantadores de serpentes, muralhas, fortes e palácios majestosos. Assim é Jaipur, porta de entrada para o Rajastão, o mais famoso e colorido estado da Índia.

Jaipur rajastão India

Fundada em 1728 pelo Marajá Sawai Jai Singh II, Jaipur foi a primeira cidade planejada do país. Planejada ou não, permanece caótica. São mais de 3 milhões de habitantes, milhares de tuk-tuks, vacas, elefantes, camelos e sujeira pelas ruas. Uma confusão louca, uma mistura de carros soltando fumaça e buzinando, com riquixás vindo na contramão. Mas Jaipur tem muito a oferecer, e eu amei! Bora conferir?

Vacas India

Jaipur, a cidade Rosa

Jaipur ficou conhecida como a “cidade rosa” desde que seu marajá mandou pintá-la assim em 1876 para agradar o Príncipe de Gales e a Rainha Vitória que vinham da Inglaterra, império que colonizava o país na época. O rosa foi escolhido justo porque é a cor da boa hospitalidade. Daí, quando o príncipe Albert a chamou de “pink city”, o nome pegou.

Patrika Gate

Patrimônio da Humanidade

Em meados de 2019 Jaipur finalmente entrou pra lista de Patrimônios da Humanidade. Dos 38 monumentos reconhecidos pela Unesco na Índia, oito estão no Rajastão. Jaipur agora é o nono. A cidade é considerada única pela sua arquitetura que foi planejada com base em cálculos matemáticos muito antigos e à luz da arquitetura védica, que é o Feng Shui da Índia. A milenar Ciência Védica, também conhecida como Vastu Shastra ou “Ciência do Bem Viver”, trabalha para harmonizar as influências espirituais e energéticas com os ambientes das casas, lojas e escritórios. A melhor notícia é que agora a Cidade Rosa está tombada e protegida!

Jaipur rajastão India

Como chegar e quantos dias ficar

Jaipur faz parte do famoso “Triângulo Dourado” da Índia, junto com as cidades de Delhi e Agra. De carro são 5 horas de estrada vindo de Delhi ou 4h de Agra, onde está o incrível Taj Mahal. A forma mais confortável de viajar, na minha opinião, é de carro. Mas tem opção também de chegar de trem, ônibus ou avião. Para explorar as três cidades do Triangulo Dourado fechei uma semana com um motorista chamado Khan e desses dias fiquei dois inteiros em Jaipur. Foi tempo suficiente para ver todos os pontos importantes e me encantar pela cidade.

Contatos do motorista Khan: celular / whatsapp : +91 99 9905.8688 (fechei tudo por whatsapp). O site dele é o www.primeindiatravel.com. Se preferir email é o primeindiatravel786@gmail.com ou info@primeindiatravel.com

Motorista na Índia

O carro dele é uma SUV Toyota bem grande e muito confortável. O custo de 7 dias é de US$ 450, com carro motorista, estacionamento e pedágios. Achei super barato e pelo ótimo serviço deixei uma boa “tip”. Contrata ele que ele te leva pra conhecer todos esses lugares maravilhosos (deixa na porta, acompanha, quase carrega no colo) que eu vou mostrar agora pra vocês.

+ Veja aqui dicas essenciais para planejar sua viagem à Índia

O que ver em Jaipur

Ao visitar Jaipur não deixe de conhecer o grandioso Amber Fort, o belo Hawa Mahal (também conhecido como Palácio dos Ventos), o suntuoso City Palace, o Jal Mahal ou Palácio das Águas, o observatório astronômico Jantar Mantar e o instagramável Patrika Gate. Para jantar reserve uma mesa no Bar Palladio. Acho que você vai gostar desse lugar!

Amber fort
Amber Fort

Amber Fort

Visita obrigatória em Jaipur, o Amber Fort (ou Amer Fort) é um dos 38 Patrimônios Mundiais da Índia reconhecidos pela UNESCO. Imperdível. Entrar no forte é como viajar no tempo!

Amber fort

Foi construído em 1592 e fica localizado em Amber, a cidade que foi a antiga capital do estado. Fica bem pertinho de Jaipur, a apenas 11km de distância. Localizado no alto de uma colina e aos pés do belo lago Maota.

Amber fort

O forte é enorme e tem vários palácios, templos, pátios e jardins. Foi usado como residência dos marajás Rajput por um longo período. Pra ter uma ideia da grandiosidade, a sua muralha é a terceira maior do mundo, depois de Kumbhalgarh e da Grande Muralha da China.

Escrevi um post completo contando sobre o Amber Fort em Jaipur. Clica aqui para ler.

Jal Mahal, o Palácio das Águas

Jal Mahal significa o Palácio das Águas. Possivelmente é a visão mais serena em meio ao caos de Jaipur. O Palácio que parece flutuar no centro do lago Sagar foi construído pelo marajá Madho Singh I em 1750 para acomodá-lo durante suas festas de caça.

Palacio das aguas jaipur

Todo em arenito rosa, segue o estilo simétrico clássico de Rajput, encontrado em todo o Rajastão. O que poucos sabem é que esse lago é artificial e que existem outros quatro níveis que estão submersos. As sólidas paredes de pedra retêm milhões de litros de água e evita a infiltração de água há mais de 250 anos.

Palacio das aguas Jaipur

O Jal Mahal fica a 4 km ao norte de Jaipur, na estrada principal de Amer-Jaipur. Fizemos a rápida visita logo depois de conhecer o Amber Fort. Como não é possível visitá-lo por dentro, se vê de um ponto onde se pode tirar algumas fotos. No passado havia gôndolas que proporcionavam passeios românticos de barco pelo lago, mas já não existe. Ali na frente você vai encontrar muito vendedores de artesanato e homens oferecendo passeios de camelo.

Hawa Mahal ou Palácio dos Ventos

O mais conhecido cartão-postal da cidade é o Hawa Mahal, nome que significa “Palácio dos Ventos”. Com 15 metros de altura, tem a forma da coroa do deus hindu Krishna.

Palácio dos Ventos Jaipur

Com quase 1000 janelas de treliça (953 para ser exata), foi construído em 1799 para que as mulheres da família do Marajá Sawai Pratap Singh pudessem observar a rua sem serem vistas por quem estava do lado de fora. A prática de esconder as mulheres dos homens era muito comum não passado da região. Embora apartado era considerado parte do Palácio Real.

Palácio dos Ventos Jaipur

A entrada do Hawa Mahal custa 50 rúpias e o melhor horário para sua visitação é nas primeiras horas manhã. Fui no final da tarde e peguei o sol contra, o que prejudicou as fotos. Não deixe de subir em um dos cafés que se encontram do outro lado da rua e tem uma vista mais privilegiada do Palácios dos Ventos.

City Palace em Jaipur

O Palácio da cidade é um dos lugares mais famosos da cidade rosa. É uma sequência de jardins, prédios, pátios, templos que mostram as tradições das famílias reais, e um museu que guarda alguns tesouros. Foi originalmente construído pelo Maharaja Sawai Jai Singh II entre 1729 e 1732, mas, ao longo dos tempos, seus sucessores adicionaram outras estruturas à ele.

city palace jaipur

Está localizado no coração da cidade e ocupa cerca de um sétimo da área de Old Jaipur. Como a maioria das construções no Rajastão, este palácio também reflete a fusão da arquitetura de Mughal e Rajput. Possui dois palácios: o Chandra Mahal e Mubarak Mahal. Uma grande parte do Chandra Mahal ainda é residência da família real de Jaipur.

city palace jaipur

A parte mais bonita da visita é o Chandra Mahal, mas para conhecê-lo é preciso pagar 3000 rúpias (cerca de 50 dolares). Definitivamente vale a pena a visita. A visita que não inclui essa parte custa 700 rupias.

city palace jaipur
city palace jaipur

O pátio interno do Chandra Mahal tem quatro portões conhecidos como Ridhi Sidhi Pol. Os portões são decorados com temas que representam as quatro estações do ano.

city palace jaipur

O portão de pavão é o mais famoso dos quatro portões e simboliza a estação do outono. É dedicado ao Deus Hindu Vishnu. O portão com flores e pétalas remete à temporada de verão. O Portão Verde, também chamado de portão Leheriya sugere a primavera, e, por fim, o Portão Rosa com repetidos padrões de flores representa a estação do inverno.

city palace jaipur

Não deixe de ver os dois enormes recipientes de água de prata que são os maiores itens de prata individuais do mundo, e que eram usados para transportar a água do Ganges para Londres.

É aconselhável ir com guia pois o palácio é muito rico em história. Se preferir fazer a visita independente áudio guides estão disponíveis no portão principal. A visita leva em torno de 2 horas.

Jantar Mantar de Jaipur

Bem perto do lado do City Palace está o Jantar Mantar, onde está o conjunto de 19 instrumentos astronômicos observacionais mais avançados do século XVIII.

Os instrumentos foram construídos entre 1724 e 1734 e estão em funcionamento até hoje. Projetados para a observação de posições astronômicas a olho nu, eles incorporam várias inovações arquitetônicas e instrumentais que eram já naquela época capazes de prever o perfeito alinhamento do sol, estrelas e planetas, medir o tempo e prever eclipses.

jantar mantar jaipur

Ali está o maior mostrador solar do mundo (o Samrat Yantra), onde o movimento real do sol pode ser observado movendo-se a 6 cm por minuto.

jantar mantar jaipur

O imperador Mughal Shah Muhammad acreditava na capacidade do cosmos e dos alinhamentos dos planetas em prever o futuro, principalmente em relação a batalhas, conquistas e campanhas militares.

jantar mantar jaipur

A Índia tem 5 desses instrumentos, e o mais importante, mais abrangente e mais bem preservado observatório histórico da Índia está em Jaipur. Em 2010, o local foi declarado Patrimônio da Humanidade, pela Unesco.

jantar mantar jaipur

Se possível visite acompanhado por um guia. Essa ajuda que vai tornar sua visita, de aproximadamente 1 hora, mais rica.

Patrika Gate

Definitivamente não perca o Patrika Gate enquanto estiver em Jaipur, pois é simplesmente lindo! Seus vários portais contam histórias da realeza do Rajastão enfeitada com detalhes em cores vivas. É simplesmente mágico! Todo o trabalho foi feito à mão e retrata a imagem de reis, jóias, fortalezas, monumentos, batalhas, casamentos e deuses. Sem dúvida um dos lugares mais coloridos e fascinantes do estado de Rajastão, quem sabe até de toda a Índia!

patrika gate jaipur

O Templo de Galtaji, the monkey temple

O complexo de Galtaji é um local de peregrinação hindu frequentemente visitada por pessoas de todo o país. Fica no meio de um vale, a cerca de 10 km longe do caos de Jaipur.

templo jaipur

Um dos seus atrativos especiais é uma fonte natural que desce do topo da colina. A água desta fonte enche muitos tanques de água onde os peregrinos se banham nessa água sagrada. O templo é composto por 7 tanques de água benta, dos quais o Galta Kund é o mais significativo de todos. Acredita-se que a água desse tipo seja diferente de qualquer outro lugar.

templo jaipur

Galtaji também é conhecido como o templo dos macacos, pois existem mais de 100 macacos que vivem dentro de alguns templos abandonadas. Eles estão ali o tempo todo brincando, uns brigando com outros, e até tomando banho nas águas sagradas.

templo jaipur

Foi lá que eu encontrei meu primeiro Sadhu na Índia. Os Sadhus abandonam todos os apegos terrestres como bens materiais, dinheiro e até mesmo a família. São tratados pelos indianos como homens santos e sábios. Eles se mantêm com doações das pessoas por onde passam em suas peregrinações. É bom ressaltar que as doações aos sadhus não são feitas com nenhum sentimento de pena, e sim como um ato de gratidão. Pela sabedoria da vida espiritual em busca do auto-desenvolvimento e compartilhada com todos. Tive o privilégio de encontrar esse exemplo vivo de amor. <3

sadhu india

Onde Ficar em Jaipur

Me hospedei em Jaipur no premiado The Raj Palace que foi construído em 1727 e é um dos primeiros palácios da cidade, ainda do período Mughal.

hotel jaipur

O hotel, que é membro do “Small Luxury Hotels of the World” (SLH), conta com o título de “o melhor hotel histórico da Índia” dado pelo governo da Índia. Também já foi votado consecutivamente por sete vezes pelo World Travel Awards como “O principal hotel histórico do mundo”.

+ Conto tudo como foi essa experiência nesse artigo aqui.

Onde comer em Jaipur

Além de experimentar a culinária tradicional do The Raj Palace, almocei no restaurante do The City Palace e jantei no Palladio Bar. É desse ultimo que eu vou falar agora.

bar palladio

O restaurante italiano pertence ao hotel Narain Niwas Palace. Tem um ambiente é lindo, com espaços internos e ao ar livre. Frequentado por gente bonita, o lugar é muito charmoso. A inspiração dos donos veio do Caffé Florian e Harry’s Bar em Veneza.

bar palladio

Os pratos são muito bonitos e gostosos. No cardápio estão pratos da culinária italiana como  minestrone, penne all’arrabiata, espaguete à carbonara. As pastas são fabricadas no próprio restaurante è à mão como o fettuccine, o nhoque e o ravioli.

bar palladio

Os mesmos donos têm o Caffe Palladio que é também lindamente decorado em tons de rosa/ e amarelo. Reserve com antecedência pelo email info@bar-palladio.com ou pelos telefones +91 141 2565556 ou +91 963 6914000.

bar palladio

Espero que tenham gostado das minhas dicas de Jaipur. Me encantei com a Índia e escrevi vários artigos. Se tiver qualquer duvida, deixa um comentário aqui abaixo para mim.

Obrigada pela visita e volte sempre!

Flávia Ribeiro

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

2 comentários até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *