Delta do Parnaíba

Fiquei encantada com o Delta do Parnaíba, uma maravilha da natureza que fica entre os estados do Piauí e Maranhão. Um delta é formado quando a foz de um rio se abre em vários braços, formando inúmeros canais até desaguar no mar. O nosso Delta do Parnaíba é formado por mais de 70 ilhas e canais que margeiam mangues super preservados, dunas e lagoas até o encontro com o mar.

Delta do Parnaíba

O nome desse fenômeno natural decorre da sua forma triangular que se assemelha à letra delta “∆” do alfabeto grego. É logicamente uma área de proteção ambiental, com paisagens impressionantes e super ricas em biodiversidade. Só pra você ter uma ideia a área é três vezes maior que a dos Lençóis Maranhenses! É considerado um delta de grande proporção, bem maior por exemplo do que o Delta do Rio Nilo na África ou o do Mekong no Vietnã. Uma curiosidade: apesar do nome fazer referência à cidade de Parnaíba, que pertence ao Piauí, cerca de 80% do território desse Delta fica em solo maranhense.

Delta do Parnaíba

=> Se liga: O Delta do Parnaíba faz parte de um roteiro integrado chamado Rota das Emoções que liga Jericoacoara aos Lençóis Maranhenses. Se você procura fazer esse roteiro completo minha dica é procurar o Mauricio Aventureiros. Clica aqui para saber mais.

Quando visitar o Delta do Parnaíba

A melhor época para conhecer o Delta do Rio Parnaíba é no início do segundo semestre, quando as temperaturas não são tão elevadas e chove menos na região. Coincide também com a melhor época para emendar a viagem e conhecer os Lençóis Maranhenses, temporada das lagoas cheias.

Delta do Parnaíba

Os outros meses não são totalmente ruins, especialmente se seu objetivo é observar os animais que vivem nessa região. Se for essa sua intenção, a época que a região está mais úmida é de fevereiro a maio.

Delta do Parnaíba

Como chegar em Parnaíba

O ponto de partida para os passeios até o delta é a cidade de Parnaíba, que tem até tem um aeroporto internacional, mas recebe ainda poucos voos, principalmente da Azul. Nós chegamos por Jericoacara, viajamos pelo litoral até Barra Grande no Piauí (aprox 75km) e retornei para o Rio de Janeiro por Parnaíba, já com a intenção de conhecer o delta. Outra opção é chegar por Teresina, capital do Piauí, mas fica um pouco mais distante – 330 km de Paraíba.

Passeios pelo Delta do Parnaíba

A melhor forma de explorar o Delta do Parnaíba é de barco, que sai do Porto dos Tatuas na Ilha Grande, localizado a 10 km do centro da cidade.

Os passeios começam cedo e podem durar o dia inteiro ou metade do dia, como foi o nosso. Em barco privativo pode custar de R$300,00 a R$ 500 em lanchas para até 5 pessoas ou R$60,00 para barcos com até 60 passageiros. Alguns incluem o almoço, frutas e caranguejos.

Durante o passeio o barco passa pela Baía das Canárias, pelo Igarapé dos Periquitos e segue por paisagens de mangues, dunas e lagos. A primeira parada é nas dunas do Morro Branco, depois na Ilha dos Poldros entre o rio e o mar aberto, e na praia do Pontal.

Delta do Parnaíba

Os guias, normalmente nativos, explicam curiosidades da fauna e flora local. Fique atento às árvores para ver macacos e uma diversidade de pássaros. Leve repelente, protetor solar, boné e toalha.

Delta do Parnaíba

Quem faz o passeio do dia inteiro pode apreciar o pôr do sol e ver a revoada dos guarás, um pássaro grande de cor vermelha que é típico do Piauí. Pode optar por fazer o passeio que inclui só o final da tarde também.

Onde se hospedar

Como falei nosso destino era Barra Grande, um vilarejo no litoral do Piauí. Lá ficamos hospedados na Pousada BGK. Para saber mais clique aqui.

Agora se você pretende ficar em Parnaíba, indico a Casa de St. Antônio, um hotel boutique com piscina, restaurante, bar e quartos bem decorados.

Não esqueça de efetuar suas reservas usando o link do Booking aqui na página do blog. Você paga o mesmo preço e ajuda na manutenção do site.

Se tiver qualquer dúvida, deixe um comentário aqui abaixo e terei prazer em ajudar.

Obrigada pela visita, volte sempre! 😉

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *