Muita gente conhece a Copacabana da Bolívia por ter o mesmo nome da famosa Copacabana carioca, mas o que poucos sabem que a original é a boliviana, e não a nossa praia mundialmente famosa. Ao invés do mar, eles tem o Lago Titicaca. Nesse artigo conto um pouco sobre a minha viagem e dou dicas de Copacabana e o Lago Titicaca.

Como é Copacabana da Bolívia

Copacabana é uma cidade bem mochileira e alternativa. Espere encontrar uma cidade pequena, feia e bem bagunçada. A prefeitura precisa caprichar um pouco mais no cuidado e limpeza, em especial nas margens do Lago Titicaca que é muito sujo. Nas ruas você vai ver muitos vendedores ambulantes que vendem comida de rua sem as condições higiênicas apropriadas.

Isla del Sol

Fica à 155 quilômetros de La Paz, é uma das principais maneiras de chegar a também famosa Isla del Sol, às margens do Lago Titicaca.

Lago Titicaca na Bolívia

Estrategicamente localizado na fronteira entre o Peru e a Bolívia, o lago é cercado de histórias e mistérios. Diz a lenda que em suas águas emergiu Manco Capac, o Inca que fundou Cuzco a 530 km de Copacabana e começou a construção do Império Inca.

Copacabana

A 3.800 metros acima do nível do mar, é considerado como o mais alto lago navegável do mundo. E também, o segundo maior lago em volume de água da América latina. Perde apenas para o lago de Maracaibo, na Venezuela, com mais de 8.300 Km2.

História de Copacabana da Bolívia

Segundo a lenda, a origem do nome surgiu antes ainda da chegada dos espanhóis, na era do Império Inca. Os habitantes da região adoravam uma deusa chamada Kotakawana. Sua imagem foi esculpida por um artista indígena em 1580, uma das mais antigas representações da Virgem Maria das Américas. Quando os espanhóis chegaram construíram uma igreja pra ela e o nome da deusa Kotakawana ficou adaptado para Nossa Senhora de Copacabana… Percebe a similaridade?

Uma réplica da imagem da Santa foi levada para o Rio de Janeiro no Séc XVII, e em torno dela surgiu o bairro carioca.

Como muitos milagres foram atribuídos à Virgem de Copacabana, ela foi declarada padroeira da Bolívia e ganhou uma Basílica na Plaza 2 de Febrero. Com estilo renascentista, a basílica é grandiosa e atrai milhares de peregrinos à cidade. Foi construída no ano de 1550 e reconstruída entre os anos de 1610 e 1651.

O que fazer em Copacabana

Não há muito o que fazer em Copacabana…. O passeio mais legal é mesmo ir para a Isla del Sol. Os barcos saem do cais em frente à avenida principal às 8:30 e 13:30h. 

Isla del Sol

Além de visitar a Basílica de Copacabana você pode subir o Cerro El Calvário, que tem um excelente vista do lago Titicaca e é um ótimo point para o por do sol. Na verdade esse caminho é também visitado por peregrinos que por simular o calvário de Jesus até a cruz.

Como a cidade é pequena, dá para fazer tudo a pé. O maior movimento fica na Avenida 6 de Agosto, a mais movimentada, está lotada de lojinhas, bares, cafés, mercados e hostels – tudo em estilo bem rústico. Descendo a ladeira, essa avenida termina de frente ao Lago Titicaca onde existem alguns bares e restaurantes com mesas nas lajes, um ótimo point pra ver o por do sol. Leve um agasalho extra, porque, com o cair da tarde, esfria muito rápido.

Hora do Jantar? Não deixe de experimentar as trutas que chegam fresquinhas do lago.

Onde ficar em Copacabana e o Lago Titicaca

Hospedagens não faltam na cidade. Há muitos albergues, hotéis e guest houses, de todos os estilos e preços. A maioria deles fica no entorno da Avenida 6 de Agosto, aquela ladeira que dá no lago.

Escolhi o Hotel Rosario Lago Titicaca, um três estrelas com vista para o lago e acima da média das opções da cidade. Com ótimo café da manhã e conforto no quarto. Se você quiser mais opções use a caixa do Booking.com da home do blog. Fazendo sua reserva por aqui eu ganho uma pequena comissão e ajuda o blog a se manter. 

Copacabana

Como chegar a Copacabana

O aeroporto mais perto de Copacabana fica em La Paz. Da rodoviária, partem ônibus diários para lá em vários horários. Eu fui numa van que arranjei com o hotel de La Paz. O o Sr Victor Alarcon, nos conduziu numa viagem privada por 4 horas. Apesar da distância ser de apenas 155 km, a condição das estradas é muito precária (boa parte estava passando por reformas).

Mas é comum as pessoas chegarem vindo de Puno no Peru também, com as mesmas opções , vans e ônibus. Só é uma viagem mais demorada por conta dos trâmites na fronteira. Ali você terá que fazer a migração de país e pegar uma outra van do lado boliviano até o centro de Copacabana. Fiquem atentos que que a fronteira boliviana fecha às 19h.

Brasileiros não precisam de visto para ficar na Bolívia por até 90 dias. Se você não tiver passaporte pode apresentar seu RG se foi emitido há menos dez anos.

De um lado ou do outro (La Paz ou Puno), será preciso fazer a travessia de balsa por um dos dois estreitos do Lago Titicaca. Do lado boliviano, atravessamos para a cidade de Copacabana pelo estreito de Tiquina.

Quando ir ao Lago Titicaca

A quase 4 mil metros de altitude tem um clima sempre ameno, mesmo no verão, por conta da altitude e dos ventos de Copacabana e o Lago Titicaca. A melhor época para visitar a Isla del Sol é durante no outono e inverno que é a estação seca (de maio a setembro). As temperaturas são mais baixas mas tem menos chuvas (ocorrem mais frequentemente entre outubro a março).

Copacabana

Gostou do artigo sobre Copacabana e o Lago Titicaca? Tem alguma dúvida? Deixa um comentário aqui!

Continue lendo:

+ Isla del Sol, o lugar mítico dos Incas

+ Roteiro de 3 dias do Uyuni até a divisa do Chile

+ Salar de Uyuni, um dos lugares mais lindos do mundo!

+ Aventure-se de bike pela Estrada da Morte

+ Mochilão pela América do Sul

Um beijo e até o próximo post!

Viagens e Outras Historias

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *