Dragões de Komodo

Os legendários dragões de Komodo, a maior espécie de lagarto vivo do mundo, são as grandes atrações do Parque Nacional de Komodo na Indonésia (junto com o mergulho, é claro, ehehe). Em 1986 o Parque foi reconhecido como Patrimônio natural mundial e reserva da biosfera pela Unesco. É que somente lá encontram-se esses super predadores capazes de engolir presas de tamanho de uma cabra, de uma vez só e sem mastigar! Eles comem até búfalos!

Dragões de Komodo

Dragões de Komodo

Eles são enormes!!

Como chegar às ilhas Komodo

Você só pode visitar o Parque Nacional de Komodo com um guia oficial e um guarda florestal. Há várias maneiras de chegar às ilhas de Komodo ou Rinca (fala-se “rintcha”). A mais fácil é pegar uma daytrip em Labuan Bajo com um operador turístico que irá organizar a viagem de barco, o guia e as taxas do parque. O passeio de um dia geralmente incluem o almoço e paradas para snorkel em belas ilhas como Kanawa ou Kelor.

Dragões de Komodo

Você pode também contratar um liveaboard, que foi o que fizemos. Ficamos por 3 dias e 2 noites navegando pelo arquipélago de Komodo entre mergulhos e trekkings para “caçar” os dragões. Nesse passeio tivemos a oportunidade de conhecer outras ilhas como Padar e praias como Pink Beach e mergulhos em Batubalong e Manta Point. Ambos os passeios podem ser contratados em uma das muitas agências de turismo em Labuan Bajo. Nós usamos a Flores XP e eu conto todas as dicas nesse post aqui.

+ Veja todas as dicas para organizar sua viagem à Komodo aqui

Dragões de Komodo

Komodo Island

Onde e quando encontrar os dragões de Komodo

Como falei, as duas principais ilhas para ver os dragões são Komodo (mesmo nome do arquipélado) e Rinca Island. Juntas elas abrigam mais de 5 mil dragões de Komodo. São as maiores ilhas e as mais visitadas do parque, oferecendo grandes oportunidades para avistar os dragões em seus habitats naturais. A visita é guiada pelos guardas do parque que, além e fazer a proteção, contam sobre hábitos e características desses dinossauros.

Ficamos sabendo que os dragões também habitam outras três ilhas na região, incluindo Padar, a ilha que mais eu queria conhecer. Como estão em menor quantidade, é mais difícil encontra-los nessas outras ilhas, mas em todo caso muito cuidado porque não há estrutura de guardas florestais fora das duas ilhas principais.

Dragões de Komodo

Rinca Island

É possível visitar o Parque Nacional de Komodo durante todo o ano, porém entre julho a setembro os dragões estão mais escondidos pois é a época de acasalamento. De setembro a novembro também não é uma boa época pois as fêmeas estão protegendo seus ninhos. Sorte ou não, eu que fui em julho, peguei sol e calor todos os dias, e ainda vimos vários dragões. Entretanto, se sua prioridade é ver dragões de Komodo recomendo evitar esses meses.

Dragões de Komodo

Ninho dos dragões de Komodo

Lá aprendemos que as fêmeas cavam espécies de tocas para desovar. Tapam os ovos com folhas e terra, e ficam “chocando” por quase 7 meses no ninho. Até o primeiro ano de vida, os dragões de Komodo vivem em cima de árvores para se proteger de predadores, que incluem os próprios machos adultos da mesma espécie.

Dragões de Komodo

Qual é a melhor ilha para ver os dragões?

A maioria das pessoas prefere a ilha de Rinca por dois motivos. Em primeiro lugar Rinca é mais perto de Labuan Bajo e fica mais fácil chegar nos passeios de 1 dia. A viagem de barco leva 2 horas aproximadamente, e é muitíssima agradável. O barco navega em baías tranquilas, com belíssimas paisagens, num lindo mar azul profundo. Segundo motivo: é mais provável encontrar os dragões de Komodo em Rinca porque lá população é mais densa. Isso quer dizer que tem mais dragões por metro quadrado em Rinca do que na ilha de Komodo. Nessa ilha vimos três dragões de Komodo perto da cozinha na aldeia (por conta do cheiro da comida) e um na trilha. Eles ficaram quase todo o tempo imóveis, apenas mexendo a cabeça pra um lado e pro outro.

Dragões de Komodo

Já na ilha de Komodo, embora vivam mais de 3.000 dragões, é mais difícil encontra-los porque a ilha é maior. Lá tivemos a sorte de ver um deles caminhando perto de veados, que são presas fáceis pra eles. Não vimos nenhum ataque mas foi super emocionante ver um dragão de komodo em movimento, porque normalmente eles estão paradões. E isso facilita as fotos que tem toda uma estratégia de segurança em volta…

Dragões de Komodo

Dragões de Komodo

Você vai reparar que os dragões são diferentes nas duas ilhas. Em Rinca eles são menores e com uma mandíbula mais larga, em Komodo são bem maiores. Então, se você quer mesmo ver os dragões de Komodo recomendo visitar as duas ilhas.

Dragões de Komodo

Como é o trekking para procurar por dragões

Nas duas ilhas há opções de trilhas bem demarcadas que são recortadas em colinas cobertas de savana e margeadas por manguezais ou praia. As rotas podem ser de curta, média e longa duração, que levam de 1 a 4 horas de caminhada. A escolha normalmente é do park ranger porque vai depender do horário, da programação do seu tour, e do local com maior probabilidade de ver dragões naquele dia.

Dragões de Komodo

Dragões de Komodo

É muito calor, portanto use roupas leves, tênis ou botas de trekking (cuidado com as cobras), chapéu, óculos, leve protetor solar e uma garrafinha de água. E o mais importante siga as regras de segurança dos guardas florestais (veja o próximo artigo sobre isso).

Quanto custa visitar o Parque Nacional de Komodo

Além do custo com o passeio de barco, você terá que pagar as taxas de entrada no parque. Os preços são diferentes para visitantes locais e estrangeiros. Na época em que eu viajei os estrangeiros pagavam 150 mil rupias de segunda e sábado e Rp 225 mil aos domingos e feriados nacionais. Mas não é só isso: precisa pagar também a taxa para mergulho Rp 25.000 e snorkel Rp 15.000 + a taxa de Turismo 50.000 rp.

Nós pagamos ao todo 800 mil rupias por 3 dias no parque, que incluía as taxas de trekking, mergulho e snorkel por todo o final de semana. Ah! Tem também o custo do park ranger (80 mil rupias), que é dividido pelas pessoas do seu grupo. Isso se você não decidir comprar um artesanato de madeira dos dragões de komodo ehehe

Dragões de Komodo

Esses preços são da época que eu viajei. Verifique o site do Parque Nacional de Komodo para obter informações atualizadas.

Dragões de Komodo

Caraterísticas dos dragões de Komodo

O maior lagarto do mundo, pode atingir mais de 3m de comprimento, pesa em média 80 kg, tem 60 dentes de 2,5 centímetros de largura cada e vive em torno de 50 anos. São animais de sangue frio, e, portanto, precisam esquentar sua temperatura pegando um sol.

Normalmente são solitários, se juntam somente para acasalar ou para dividir uma presa muito grande pra comer. Se alimentam principalmente de carniça. Conseguem detectar um animal morto a 10 km de distância, através de estímulos receptores em sua língua. Na falta de bicho morto podem caçar presas vivas utilizando estratégia de “emboscadas”. Inclusive, os dragões de Komodo conseguem engolir presas inteiras sem mastigar porque sua mandíbula se desencaixa e seu estômago se expande. Eles também são canibais, na fome, comem uns aos outros.

Dragões de Komodo

 

Eles matam pessoas devido às feridas provocadas pela mordida que é muito venenosa. É que sua saliva transmite muitos tipos de infecções para suas vítimas. Uma mordida que não for tratada é geralmente mortal.

Dicas de segurança com os dragões de komodo

Embora os dragões de Komodo não cuspam fogo, eles são realmente perigosos. Mas, desde que você seguir as regras, pode ter uma experiência inesquecível. Em todo caso, todo cuidado é pouco, porque no mundo selvagem não há garantias!

Dragões de Komodo

  • Você deve seguir e ficar com o seu guia o tempo todo. Normalmente um guarda florestal vai na frente do grupo e o outro atrás.
  • Ande apenas na trilha e fique junto com o seu grupo. Os ataques contra humanos ocorrem geralmente quando uma pessoa deixa o grupo para tirar uma foto sozinha. Os dragões de komodo adoram atacar presas solitárias! Não vá nem ao banheiro sozinho ehehe, sério…
  • Evite movimentos bruscos enquanto estiver perto dos dragões de komodo.
  • Se você (Deus me livre) você for perseguido por um deles a dica é correr em ziguezague ao invés de linha reta. Tente se abrigar em uma das casas do parque, em vez de subir em uma árvore, os Dragões de Komodo são excelentes nadadores e alpinistas.
  • Não olhe os dragões nos olhos e mantenha a sua cabeça baixa.
  • Mulheres em seu período menstrual devem tomar cuidado extra. Os dragões são altamente sensíveis no olfato e pode atacar se sentirem cheiro de sangue. Avise o guia sobre isso. Parece que eles podem sentir o cheiro de sangue por mais de 10 milhas, desencadeando seu instinto predatório. Na dúvida, evite explorar a ilha durante esse período.

Dragões de Komodo

Gostaram das dicas dos dragões de Komodo? Então clica aqui para ver o próximo post onde eu conto sobre as deixa um comentário aqui para eu saber da sua visita.

+ Veja aqui todos os posts da Indonésia.

Um beijo e até o proximo post.

Flavia Ribeiro

 

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

1 comentário até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *