Machu Picchu

Estava muito feliz e ansiosa com a possibilidade de finalmente chegar à Machu Picchu. Toda a emoção contarei num outro post com relatos históricos pra vocês. Neste post tenho objetivo de passar as dicas de como chegar a Machu Pichhu. Fiquem a vontade de perguntar caso precisem de alguma dica adicional. Bora pra Machu Picchu?!

Como chegar a Machu Picchu

Como chegar a Machu Picchu

A parte área fiz com a Avianca num roteiro por 7 dias (2 noites em Lima, 3 em Cusco, 1 Aguas Calientes e 1 em Cusco novamente). A melhor época para evitar as chuvas é de Abril a Novembro. Quem foi fora de época, ou teve muita sorte ou se deu mal, porque parece que a chuva até fecha o parque. A época do nosso Carnaval por exemplo não é uma boa época para viajar para lá. (exceto em Lima, que nunca chove!).

Rumo a Aguas Calientes

De Cusco a Aguas Calientes (cidade base para visitar Machu Picchu ) o melhor é ir de trem. Escolhi a Peru Rail por indicação de amigos e achei ótima, mas tem também há a Inca Rail como opção. Você pode comprar diretamente pelo site, aqui mesmo do Brasil, super tranquilo. Alias não deixe nada para a ultima hora, assim como os ingressos para Machu Picchu. Se você demorar, corre o risco de ficar sem transporte e/ou sem entrada.

Vale lembrar que o trem para Aguas Calientes não permite bagagens grandes e por isso é conveniente deixar suas malas no hotel de Cusco e ir para Aguas Calientes só com a mochila.

Como chegar a Machu Picchu

Ao comprar os ingressos pela Peru Rail você receberá um codigo para trocar pelo bilhete nas lojas da Peru Rail (no aeroporto de lima ou em Cusco – lugares estarão listados na sua confirmação de reserva). Existem 3 categorias de trem, a top que custa 750 dolares… Um luxo! A intermediaria, a qual escolhi (no trem VistaDome), que em média custa uns 90 dolares – cada perna, e por ultimo o trem Expedition, um pouco mais barato.

Como chegar a Machu Picchu

Como chegar a Machu Picchu

Ao comprar os tickets de trem, optei por uma promoção que incluía um almoço no restaurante do hotel Belmont que fica ao lado da entrada para Machu Picchu (self service com bebidas incluídas, exceto as alcoólicas). Comprar previamente valeu para repor as energias entre uma atividade e outra, além de evitar a fila que rolava na hora do almoço. A comida era boa, um buffet variado, nada espetacular. Uma pena que a cerveja (totalmente à parte) custava tão cara: Uma única Cusquenha custava 6 dólares!!!

Ollantaytambo no Vale Sagrado

O trem para Aguas Calientes sai de Poroy (que é uma estação bem perto de Cusco) ou de Ollantaytambo, que fica no Vale Sagrado. Optei por OllantayTambo e voltei por Poroy pois assim passava pelos dois. Tem muita coisa legal para explorar por ali, que eu conto nos próximos posts.

Negociamos com um taxista o custo de 90 soles para a viagem até Ollanta, que leva umas 2 horas contando com uma parada que fizemos em Chincheiro. O trem de Ollanta até Aguas Calientes demora 1,5 hora, mas passa voando já que o trajeto é lindoooo.

Optei por dormir em Aguas Calientes uma noite pois queria estar em Machu Picchu bem cedo para ver o sol nascer… Infelizmente cheguei atrasada, mas deu tempo de subir a Montaña (compre o ticket que inclui esta opção), e também explorar as ruínas com um guia. Só isso já te toma quase o dia todo, e te deixa acabado! Por isso foi importante chegar cedo. O guia particular pelas ruínas custa 120 soles, (preço de Junho/15) por 2 horas. O meu se chamava Lucho, ele foi ótimo, recomendo!

Voltando por Poroy com a Peru Rail

A volta fizemos direto para Poroy no final do dia, no mesmo trem Vista Dome da Peru Rail. Este trajeto é mais longo, umas 3,5 horas. De Poroy a Cusco, levará uns 20 minutos de taxi (25 soles).

Costumo organizar toda a minha viagem, sem agencias, pois adoro pesquisar e estudar roteiros. Prefiro assim pois me sinto mais livre para fazer meu próprio roteiro. Mas, se acharem melhor, repasso a indicação da Latin Travel.

Nos próximos posts conto como foi ver Machu Picchu com meus próprios olhos e toda a festa de Inti Raymi em Cusco, a festa mais celebrada do calendário Inca, em homenagem ao Deus Sol. Vem Comigo!

Alguma duvida sobre como chegar a Machu Picchu? Se sim, deixa seu comentário aqui.

Bjs e boa viagem!

flavia ribeiro viagens

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

2 comentários até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *