Featured Video Play Icon

Bonito, ecoturismo de verdade!

Bonito é lindo!

SOBRE O DESTINO

Bonito já ganhou diversas vezes o prêmio de maior destino de ecoturismo no Brasil, e conta com ótima organização e estrutura para receber seus visitantes. Está a aproximadamente 300km de distância de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, em meio a Serra da Bodoquena, bem ali no coração do Brasil.

Em Bonito você terá uma das melhores oportunidades de contato com a mãe-natureza. A região é repleta de reservas ecológicas, inúmeras cachoeiras, rios cristalinos, trilhas de diversos níveis e é recanto de variados animais silvestres. Além da natureza, você encontrará também aventura, como rapel em cavernas, raftings, mergulhos autônomos, flutuação nos rios, e arvorismo.

DCIM118GOPRO

Visando a sustentabilidade local e a preservação da natureza, uma série de medidas foram tomadas pelo governo local como a limitação de visitantes diários (daí a necessidade de reservar seus passeios com antecedência), a obrigatoriedade do uso de guias especializados, a proibição da pesca na região, a intervenção minima na natureza e a criação das RPPNs (Reserva Particular do Patrimônio Natural).

O proprietário de uma RPPN assume uma série de compromissos com a conservação e preservação da biodiversidade, e em troca ganha a isenção do Imposto Territorial Rural (ITR), prioridade no crédito agrícola, e o direito de explorar comercialmente atividades de ecoturismo, pesquisa e educação ambiental. Um compromisso perpétuo com a proteção dos recursos naturais, com o desenvolvimento de pesquisas cientificas para a manutenção do equilíbrio climático e ecológico da região. Bom isso, né!

BONITO-GRUTA-DO-LAGO-AZUL

A rocha predominante da região é o calcário, responsável pela transparência das águas dos rios. Por sua porosidade consegue recolher minerais, como bicarbonato de cálcio e magnésio. Aliás, foi assim que o turismo de Bonito iniciou, me contou Clêndisso, guia da região. Os primeiros visitantes chegaram para desfrutar da água e dos banhos medicinais da Gruta da Lagoa Azul, local imperdível no seu roteiro por Bonito. 

Tenho certeza que você voltará apaixonado por Bonito!

COMO CHEGAR

A melhor forma é voar diretamente para o aeroporto de Bonito, com voos às quartas e domingos, operados pela Cia área Azul, com conexão em Campinas. 

A outra forma é chegar por Campo Grande, opção de mais cias aéreas, mais voos de procedência e horários. Só que daí você terá que vencer mais 3 horas de viagem de carro, numa distância de quase 300 km até Bonito. 

Em Campo Grande você pode alugar um carro ou usar um serviço de translado até Bonito. Se alugar um carro com GPS, fique atento na programação do equipamento que indica o caminho mais curto em KM, mas pela pior estrada (parte em terra). O melhor caminho está na direção da cidade de Sidrolândia e Nioaque, uma estrada asfaltada, com grandes retas, mas com poucos locais de parada. Viaje sempre com o tanque de combustível cheio, porque há poucos postos de gasolina pelo caminho.

Bonito-estrada-campo-grande

Se preferir usar um serviço de transfer, pesquise a Vanzella e calcule um tempo maior de translado – aprox. 4 horas de viagem até Bonito.

COMO CIRCULAR

O transporte até as reservas ecológicas não está incluso no custo do passeio. É preciso pensar na locomoção pois a maioria dos lugares é afastado do centro, e dependendo do seu programa, você terá que se deslocar até às outras cidades da região, como Jardim ou Bodoquena.

A melhor forma é alugar um carro, como falei antes. A opção de serviço de vans, contratadas a partir das agências, sai um pouco mais barato, mas não te dá a flexibilidade para curtir a viagem com calma, e no seu próprio tempo.

Faça as contas pois se você estiver em um grupo, o aluguel de um carro provavelmente compensará, ainda mais se você aterrissar no aeroporto de Campo Grande. Bom saber que muitas estradas são de terra, portanto é preferível pegar um carro como motor e pneus preparados para esse tipo de aventura. O ar condicionado também é importante, o calor é de rachar! 

Bonito-gado-nelore-estrada-terra

O GPS perde sinal em alguns pontos, mas os hotéis disponibilizam um mapinha muito bem explicado e a sinalização é boa. Don’t worry!

Pra quem gosta de dirigir (como eu!), essa viagem será deliciosa. Percorrer as fazendas de gado nelore, plantações e paisagens de  natureza exuberante vai valer cada segundo.

O centrinho é para circular a pé. A área da praça e mais alguns quarteirões a frente são os mais movimentados, cheio de lojinhas e restaurantes. Não deixe de provar os sorvetes de Guavira, Pequi, Tamarindo, Umbu, Graviola, Araticum e comprar o artesanato local.

QUANTOS DIAS FICAR

Você encontrará atrações para encher mais de 1 semana de atividades em Bonito, sem descanso. E ainda assim não conseguirá fazer todas as opções que a região oferece! São mais de 25 atrativos! A minha opinião é que 5 dias inteiros é um bom período para experimentar de um tudo um pouco. A menos que você esteja bem perto, não tente um bate e volta de 3 dias pois não vai ser suficiente… Certamente você vai sair com aquela sensação de “quero mais”.

Bonito-boca-da-onça-natureza-cachoeira

QUANDO IR

As duas estações (seca e chuvosa) tem suas vantagens e desvantagens. Na minha opinião a melhor época para visitar Bonito é o início do período da seca que vai de Maio à Outubro. Apesar da água mais gelada das cachoeiras, não há chuvas e os rios ficam muito mais cristalinos.

Na época chuvosa, é verdade, as cachoeiras estarão mais caudalosas, a vegetação mais verde e os animais aparecerão com mais frequência, mas em compensação… as chuvas podem realmente atrapalhar. Eu fui em Fevereiro, e havia chovido muito alguns dias antes da minha chegada. Tive 2 passeios cancelados (bóia cross e bote no rio formoso) porque o rio estava cheio demais e não oferecia condições de segurança. Além disso, também por conta das chuvas, algumas cachoeiras não estavam permitidas para o banho (apenas para apreciação) por conta do risco das trombas d’agua e, ainda por cima, suas águas estavam turvas! Nada que atrapalhasse meu deslumbramento com o lugar! Fico imaginando como poderia ser melhor! Ouvi dizer que até mesmo a flutuação pode ter a visibilidade comprometida, por sorte isso não ocorreu comigo. Ah! Nessa época há mais mosquitos também! Portanto, podendo optar, escolha a temporada seca.

Bonito-Rio-do-peixe-cachoeira-natureza

ONDE FICAR

Há muitas opções de hospedagem em Bonito, para todos os orçamentos. Adoro escolher hotéis e optei pelo Águas de Bonito, um hotel muito bem localizado, com toda infra de piscinas, saunas, spa e salão de jogos. Minha filha adorou! Muito bom era chegar dos passeios, cansadas e cair na piscina e no lanche “pantaneiro” que o hotel oferece no final da tarde. Com direito ao wifi (hehe) para postar as fotos do dia! 

Obs: para reservar o seu hotel use o box do Booking.com do Viagens & Outras Histórias! Você paga o mesmo preço e ajuda o blog!

Bonito-hotel-aguas-de-bonito

Fui convidada pelo hotel a jantar no restaurante “Encontro das águas” do chef colombiano Fabio Calderon. Um querido que sentou-se à nossa mesa e conversamos sobre…? Adivinhem!

Viagens! Ele adora viajar tambem! Uma simpatia que tem mãos mágicas. Experimentei o delicioso Tilápia Papilotte, mas me apaixonei mesmo pela sobremesa… um parfait de guavira, com farofa de biscoito – dos Deuses!

Bonito-chef-fabio-calderon-gastronomia

 

TOP TIPS

  • Os horários dos passeios são pré-definidos e começam na hora. Não se atrase para não perder.
  • Preste atenção no tempo de deslocamento que você terá do seu hotel ao receptivo do passeio. Este tempo estará previsto no voucher ( pelo menos os que eu recebi da minha agencia Águas Turismo). Alguns passeios levam em torno de 1 hora e meia de deslocamento, como por exemplo do centro de Bonito até o Rio da Prata.
  • Não confie só no GPS, leve o mapinha da região também, pois o GPS falha em alguns pontos.
  • Reserve seus passeios com muita antecedência please!
  • Conexão com internet 4G é coisa rara, em qualaquer uma das operadoras. Provavelmente você vai depender do wifi do hotel.
  • A água calcaria causa entupimento dos chuveiros. Por conta disso a maioria dos hotéis opera com chuveiro elétrico, que possuem uma manutenção mais fácil do que o sistema a gás ou solar. Também por conta da água calcaria seu cabelo vai ficar meio duro (sorry), portanto não ponha a culpa no shampoo do hotel!
  • Beba somente água mineral. A água de Bonito tem alta concentração de magnésio, que se consumida por quem não está acostumado, vai provocar um piriri hihihi! É bom checar (antes de consumir) se os gelos e sucos são feitos de água mineral também! 

Bem… Essa é a primeira parte dos posts de Bonito. No proximo post passarei as dicas dos melhores passeios.

Boa viagemmmm! =D
Ass_Email

Você vai gostar de...

A Pedra Furada no Jalapão, Tocantins Cada lugar no Jalapão traz uma surpresa diferente. Passamos 4 dias dirigindo por estradas de terra, admirando as paisagens do cerrado brasileiro, merg...
Fervedouros do Jalapão, os imperdíveis Tocantins reúne as mais belas paisagens de cerrado brasileiro, paredões, cachoeiras, rios, dunas e os fervedouros do Jalapão. Das atrações que encontr...
Hidroavião em Fiji – uma experiência única... Se você tiver oportunidade não deixe de experimentar o passeio de hidroavião em Fiji. Além de ser um sobrevoo espetacular, é a maneira mais rápida e e...
Blue Lagoon em Fiji | Onde ficar O superpremiado Blue Lagoon em Fiji é um dos mais belos resorts do arquipélago de Yasawas. Você não vai acreditar na cor da água! As deslumbrantes pra...

Deixe aqui seu comentário!

Escrito por
Publicado em

Uma nota em “Bonito, ecoturismo de verdade!

Deixe uma resposta