Aurora Boreal na Islândia

Um dos momentos mais incríveis da viagem foi ver a aurora boreal na Islândia. Afinal havíamos escolhido o inverno justamente para ter mais chances de apreciar este incrível fenômeno celeste. Veja nesse post importantes dicas para você apreciar esse espetáculo! E aprenda com quem já errou… treine antes para tirar boas fotos! Porque eu fui um desastre na fotografia noturna… Leia tudo para não errar na hora. 

O que é a aurora boreal

A aurora boreal é um fenômeno complexo, mas em resumo ela é causada por uma explosão solar na qual bilhões de partículas de alta energia são disparadas no espaço e canalizadas em direção aos polos do planeta.

Quando essas partículas colidem com o campo magnético da Terra, que é formado por átomos de oxigênio e nitrogênio, são produzidas ondas de radiação, que geram as cores da aurora. As cores verdes são predominantemente de oxigênio, as azuis de hidrogênio e as vermelhas de nitrogênio.

Aurora Boreal na Islândia

Onde e quando ver a aurora boreal

Como expliquei é um fenômeno dos polos. No polo norte, se chama Aurora Boreal, e no sul, Aurora Austral.

A boreal acontece nos países próximos ao Círculo Polar Ártico, como Noruega, Finlândia, Alasca, Canadá, Groenlândia, e a aurora boreal na Islândia, onde eu vi. Com vantagem contra Canadá e Noruega, a aurora boreal na Islândia não requer grandes jornadas para a visualização das auroras. Bastou sairmos um pouco das luzes da capital Reykjavík para visualizá-las.

A melhor época para ver é entre o final de setembro e o início de março, outono e inverno no hemisfério norte. Minha viagem foi em fevereiro, numa semana que nevava muito na Islândia. As chances são maiores durante o inverno, quando as noites são mais largas e o céu está mais escuro e com mais probabilidade de ocorrer o fenômeno.

 

Como achar a aurora boreal na Islândia

Caçar a aurora boreal está um pouco mais fácil com a ajuda de sites e aplicativos que dão informações da previsão da Aurora Boreal. Mas algumas coisas são certas: é preciso que o céu esteja limpo, e sem nuvens. Também é importante não estar na lua cheia, e ainda é necessário que haja radiação solar atingindo a atmosfera terrestre.

Aurora Boreal na Islândia

Viajei por 7 dias, todos os dias na expectativa, e só consegui ver no último! Por isso programe sua viagem à Islândia com no mínimo 7 dias porque a aurora boreal não é visível todas as noites. O que vai determinar se ela será visível ou não é a intensidade do fenômeno que é medido pelo índice KP (apontado nos vários apps para baixar – procure por northern lights).

Parece complexo e é, por isso procurei os especialistas. Nossa caçada à aurora foi com a Gateway to iceland, a agência com quem também fizemos todos os nossos passeios na Islândia.

+ Veja aqui todos os passeios que fizemos na Islândia

 

Aurora Boreal com a Gateway to Iceland

Como ver as luzes do norte nunca é garantido, estávamos agendadas para sair desde o primeiro dia que estávamos na Islândia. Mas, por motivo de tempo fechado e neve, só vimos no último dia.

Todos os dias a Gateway to Iceland estudava as condições e informava no site (por volta das 18:00) a previsão e se ía rolar ou não aurora. Se não rolasse, já estávamos automaticamente reservados para a noite seguinte. Viajar com quem conhece aumenta muito as suas chances, além de evitar que você fique perambulando no escuro e não entre numa fria, literalmente!

E mais eles definem o lugar mais provável também. Saímos das luzes de Reykjavik com destino ao whale fjord, um trajeto de aprox. 40 km. Estávamos num grupo animado de 8 pessoas, numa mini van com conforto, wifi e obviamente calefação.

Aurora Boreal na Islândia

Como fotografar a aurora boreal

Não é tarefa fácil para amadores! Minha dica é leve uma câmera com ajustes manuais e tripé. E treinar antes. Eu não consegui boas fotos mas tentei… 

Antes de viajar recebi algumas dicas do meu amigo fotógrafo Rafael Moura (instagram @rafamoura) mas ainda assim foi complicado lá na hora. Primeiro porque não uso a câmera no manual regularmente, sem pratica, a coisa fica mais complicada. Além disso eu estava escuro, com muito frio e não sabia se tirava foto ou olhava pro céu! Quanta a emoção de ver a aurora boreal na Islândia! 

A configuração estava certa, meu problema foi em ajustar o foco no infinito. Tentei de tudo mas não deu…  Minha câmera Canon t6i foi ajudata para: ISO em 800, com a maior abertura (lentes com abertura de 1.8 a 2.8). Ajustei o tempo de exposição para 15 segundos e depois fiz algumas fotos em 30 segundos. Lembre-se que se você estiver fotografando uma pessoa, ela deve permanecer imóvel durante todo o tempo.

Usei uma lente grande angular 10mm que permite um maior enquadramento. Levei mas esqueci de usar o disparador automático. É bom para evitar tremer a foto. Leve luvas touch, eu fiquei sem luva a maior parte do tempo quase congelando a mão. É bom levar também uma pequena lanterna que vai ajudar mexer na câmera.

Aurora Boreal na Islândia

Fotografar a aurora boreal com a Gopro 5

Dá para fotografar com a Gopro 5 tambem. Eu não levei muita fé e não me dediquei a acertar a foto, mas até que ela captou!! O meu tripé de gopro era baixo e isso prejudicou.

As configurações que eu peguei na internet para a o fotografar a aurora boreal com a gopro foram: modo Night Lapse, Interval: Continuous, MP: 12MP Wide, Spot Meter: OFF, Protune: ON, White Balance: 3000K, ISO Limit: 800, Sharpness: High.

Treine e teste antes (antes do nascer do sol pode ser uma boa) para ver se vai funcionar antes de viajar.

Mas sabe o quê? Teve uma hora que desencanei da câmera e só olhei pro ceú! E agradeci! A viagem estava terminando na manhã seguinte, e tudo tinha dado certo! Até a aurora no último dia!

E aí gostou da aurora boreal na Islândia? SE sim, ou se tem dúvidas, deixe um comentário aqui em baixo para mim.

+ Não deixem de conferir os outros posts da Islândia.

Flavia Ribeiro

 

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *