Bali Arroz

O arroz é o alimento mais importante de mais da metade da humanidade e cultivado há mais de 15 mil anos desde o povoamento do sudoeste da Ásia.

Bali arroz
Plantação de Arroz em Bali

Os asiáticos comem arroz duas ou três vezes por dia e em algumas línguas é até sinônimo de refeição. Está em todos os continentes, em todas as mesas e é cultivado em mais de 120 países. Brota tanto em terras desérticas como em zonas alagadas, da China às alturas dos Himalaias.

Bali Arroz
A colheita do arroz – recompensa final do lavrador

Há milhares de variedades: castanho, vermelho, roxo ou preto e o branco que consumimos. Cada cultura desenvolveu uma maneira de comê-lo. No japão, faz-se o sushi, os chineses preferem frito. Na Índia é servido com curry e o espanhóis gostam de paella. Os italianos especializaram-se no risoto e na América Latina come-se com feijão.

Bali Ryoshi

Serve para fazer vinho, cerveja, aguardente, cosméticos, pasta de dentes e ração para animais. Sua palha é usada como combustível, alimento para gado, para fazer cordas, sapatos, brinquedos, artesanato, tijolo e papel. O farelo é fonte de fibra e nutrientes, e também óleo para cosméticos. As cascas são usadas para proteger embalagens e materiais frágeis ou para isolar blocos de gelo, além de servirem para combustível doméstico ou em centrais elétricas. As cinzas das cascas são usadas na limpeza de dentes escuros ou para fabricar produtos de celulose.

Bali
Cooking Class em Ubud, Bali – O arroz é cozido no “bafo” de um cone de palha do próprio arroz.

Reis e imperadores da Antiguidade deram-lhe o estatuto de divindade. Na indonésia ainda é considerado um presente dos Deuses Hindus ao povo local. Os Chineses frequentemente cumprimentam-se com a saudação: “Já tomaste hoje o teu arroz?”. Na Tailândia é proibido pisar em seus grãos, e na Malásia e em Java é considerado pecado estragá-lo.

Thai
Arroz com Côco da Tailândia

O arroz também é usado em cerimônias religiosas como símbolo de vida, não é à toa que, em vários países, atiram-se punhados de arroz aos noivos para lhes desejar fertilidade e abundância!

Adaptação do texto “Arroz é vida” de José Vieira

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

8 comentários até agora!

  1. Querida Flávia

    Adorei seu blog e perceber como você, ao contrário de muitos, viaja, mas, ao invér de adquirir bugigangas, volta enriquecida, com uma enorme bagagem cultural.

    Eu também aprendi bastante com seu blog. Lindas fotos ,principalmente aquelas em que  vc.aparece, enfeitando ainda mais o cenário.

    Sucesso. Continue!

    Bjs,Irene

    São José dos Campos,S P.

    :

    1. Querida tia Irene, que grata surpresa receber sua visita por aqui!! Fiquei muito feliz, mesmo! Precisamos marcar um reencontro de gerações! Muitas saudades!! Bjão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *