lago guilhermo estancia cristina

A vida passa num piscar de olhos, e a gente nunca sabe quando vai ser o nosso último dia… Pra te inspirar listei aqui algumas das minhas aventuras preferidas – na terra, na água e no ar. Espero com elas inspirar você a se aventurar por aí, aproveitar a vida e ser feliz!

Aventuras na terra, na água e no ar!

Já pensou em praticar mergulho, ou pular de asa delta? Qual é a aventura que você tem em mente e ainda não realizou? Não deixe a vida passar, faça acontecer! Lembre-se que é melhor se arrepender de alguma coisa que você fez, do que algo que você não fez!

mergulho aventura

1| Mergulhar em navios naufragados na 2a. guerra mundial

Foram sete dias de mergulho numa expedição de liveaboard pelo Mar Vermelho, explorando alguns dos melhores naufrágios do mundo, incluindo navios da segunda guerra mundial como o Thistlegorm e Dunraven, dois verdadeiros museus de guerra submersos.

mergulho mar vermelho

Pela sua diversidade e qualidade da água, o mar vermelho é um dos destinos de mergulho mais procurados do mundo, e que está sempre no topo da lista dos mergulhadores. Veja nesse artigo aqui como foi essa aventura e as dicas para planejar sua viagem pelo Mar Vermelho.

2| Descer a “Ruta de La Muerte” na Bolívia

Essa aventura deu, sem dúvida, muito frio na barriga. Desde que começamos a planejar a viagem à Bolívia o downhill de bike pela Estrada da morte estava no topo da lista. O título de “estrada mais perigosa do mundo” vem da enorme quantidade de acidentes com mortes que aconteceram por ali quando a estrada ainda permitia trânsito de carros, ônibus e caminhões. Hoje só circulam bikes e motos.

bike bolivia

A Death Road liga La Paz a região de Los Yungas e tem cerca de 60 KM de extensão. É muito estreita e contornada por enormes precipícios. Qualquer mole já era… Conto tudo sobre essa adrenalina nesse artigo aqui.

bike bolivia
bike bolivia

3| Voar de asa delta no Rio de Janeiro

Na vida temos que desafiar e vencer nossos medos e limites, não é mesmo?! O voo de asa delta no Rio de janeiro dá uma sensação de liberdade quase indescritível e é indispensável no seu currículo e na sua lista de aventuras!

asa delta no rio de janeiro

O tempo do vôo está relacionado às condições do dia, mas, em média, duram de 10 a 20 min. O meu durou aprox 12 minutos. No verão venta mais e os voos costumam ser mais longos, por conta das correntes ascendentes e das térmicas. Pra saber mais sobre essa aventura clica aqui.

4| Mergulhar no Blue Hole em Belize

Esse lugar fantástico, imenso (e escuro) é considerado o maior buraco azul do mundo! O círculo é tão perfeito que parece ter sido feito com um compasso. Fiz essa foto abaixo (direitos reservados) com um drone logo depois do mergulho. Espetacular, né?!

blue hole belize

Mergulhar ali foi, sem dúvida, uma grande aventura. O Blue Hole na verdade é uma caverna vertical que se formou há dezenas de milhares de anos, quando o nível do mar era muito mais baixo que o atual.

mergulho aventuras

O desafio não era somente a profundidade – mergulhei até os 40 metros onde já deu pra ver as estalactites e estalagmites. A preocupação maior era a narcose por nitrogênio, que acomete alguns mergulhadores por lá. Quer saber tudo sobre esse mergulho? Clique aqui.

5| Remar entre Icebergs na Patagônia

Foi uma experiência quase surreal remar ao redor daqueles grandes icebergs do Lago Grey, no Parque Torres del Paine, na Patagônia Chilena.

patagonia caiaque aventuras

Remamos até o braço leste da Geleira Grey onde paramos todos os caiaques juntos para ouvir histórias do Glacial. Sorte ou não, aquele dia estava perfeito para remar! Não ventava muito (o que é raríssimo na Patagônia). Os caiaques saem do acampamento base da Bigfoot, a empresa de esportes de aventuras que também oferece o trekking na geleira. Mais infos dessa aventura aqui.

patagonia caiaque aventuras

6| Voar de parapente na Nova Zelândia

Queenstown, na Ilha Sul da Nova Zelândia, é considerada a capital mundial da aventura. Realmente existe uma infinidade de opções de esporte de aventura por lá, além de paisagens espetaculares.

Entre outras aventuras me lembro bem dessa. Até hoje me arrepio ao lembrar do momento que me atirei num parapente à frente do lago Wakatipu. Muitas dicas da Nova Zelândia nesse link aqui.

7| Escalar uma Geleira na Islândia

Escolhemos a geleira Sólheimajökull, no sul da Islândia que tem enormes fendas e fissuras no gelo e ainda algumas caldeiras d’água. Se você também quer viver essa aventura vá logo porque as geleiras estão derretendo cada vez mais. É uma experiência única, que talvez não se tenha outra chance no futuro… 🙁

Saímos de Reykjavik, passando também por outros lugares surreais como as cachoeiras Skogafoss e Seljalandsfoss, as mais espetaculares que já vi na vida! Mais infos do nosso roteiro com a Gateway to Iceland aqui.

8| Nadar com baleias jubartes em Tonga

Esses encontros só são permitidos em poucos lugares na Terra, e em alguns poucos meses! Vivi essa experiencia única de nadar com baleias jubartes no Reino de Tonga, na Polinésia, Pacífico Sul.

As baleias jubartes começam a chegar em meados de junho e permanecem até final de outubro. Os melhores meses são no meio da temporada, agosto e setembro. Eu fiquei por lá 3 dias e tive muita sorte pois logo no meu primeiro dia achamos uma baleia com um filhote que estava muito calma e disposta a interagir. Conto tudo (incluindo vídeo) nesse artigo aqui! Não deixem de conferir!

9| Chegar à base das Torres del Paine

Torres del Paine é um dos parques mais importantes da Patagônia Chilena, um dos cenários mais espetaculares do sul do Chile. Me lembro desse dia como se fosse ontem. Chegar pertinho dessa paisagem surreal das três torres sob esse lago esverdeado é de chorar de emoção!

A trilha é pesada sim, são 18 kms (ida e volta) com mais de 8 horas de duração (sem contar o tempo de descanso e contemplação lá em cima). Foi um bate e volta, num dia só. Mas posso GARANTIR que todo o percurso vale MUITO a pena! Um lugar que tem que ir! + Infos aqui.

10| Mergulhar com bull sharks nas Ilhas Fiji

Se tivesse que falar qual dessas 30 aventuras mais me deram medo, acho que falaria que foi essa! Mal dormi na noite anterior, mas, não arredei, venci esse desafio!

Já tinha experimentado mergulho com tubarões antes, mas não os bull sharks. Estava viajando sozinha pelas Ilhas do Pacífico Sul, e não pude evitar o pensamento que, se eu fosse comida pelos tubarões, demorariam pra me achar. Ahaha. Não dá pra ignorar que esses animais estão no topo da cadeia alimentar né? Mas aprendi bastante com a experiencia e conto tudo nesse artigo aqui onde tento desmitificar que os tubarões são terríveis monstros submarinos. Não são.

11| Procurar pelos dragões de Komodo na Indonésia

Em 1986 o Parque de Komodo na Indonésia foi reconhecido como Patrimônio natural mundial e reserva da biosfera pela Unesco. Somente lá é possível encontrar esses super predadores capazes de engolir presas do tamanho de um búfalo!

Existem várias maneiras de chegar às ilhas Komodo. Nós chegamos lá com um barco que contratamos em Labuan Bajo por 3 dias para rodar o arquipélago de Komodo.

Essa viagem deu oportunidade de conhecer as ilhas de Padar e praias como Pink Beach e mergulhos em Batubalong. Tudo devidamente registrado lá no blog.

12| Mergulhar com leões marinhos no México

Tive a chance de mergulhar numa colônia de leões marinhos nos Islotes da La Partida, no extremo norte da Ilha Espíritu Santo, Baja California. O lugar é uma península que separa o Golfo da Califórnia, o Mar de Cortez e o Oceano Pacífico Norte, lugar que o próprio Jacques Cousteau chamou de “aquário do mundo”.

Mergulho com leões marinhos

A colônia abriga centenas de leões marinhos que se amontoam pelas pedras. A maioria deles fica tomando um sol enquanto só alguns pulam na água para brincar. Eles são super interativos e adoram brincar com os humanos. Mas é preciso tomar cuidado porque eles são “cachorrinhos do mar” com dentes afiados. É importante não se aproximar, nosso instrutor orientou que aguardássemos a abordagem deles. E que também, durante a interação, não expuséssemos nossos dedinhos… Ahaha

Mergulho com leões marinhos

Quer saber como foi? Gravei um vídeo e fiz um relato completo dessa aventura nesse artigo aqui.

13| Subir o Pico da Bandeira no Brasil

Foi suado mas cheguei ao pico do terceiro ponto mais alto do Brasil! Nossa expedição optou por subir por MG, saindo da cidade de Alto Caparaó, mas é possível chegar pelo Espírito Santo também.

Não é fácil chegar aos 3000 metros de altitude… A respiração fica ofegante com o esforço físico e pode até faltar um pouco de oxigênio. São 13 km de trilha ingrime que podem ser divididos em diversas partes. Fiz um relato completo nesse artigo aqui.

O lugar é bonito demais. São mais de 100 nascentes em 30 mil hectares de fauna e flora riquíssimos. Na foto, um pouco ocultada pela neblina, a cachoeira Bonita de 80 metros.

15| Fazer safari na Africa do sul

Não há nada tão excitante como ver um rinoceronte cruzando seu caminho. Nada tão eletrizante quanto se deparar com leoa que acabou de matar sua presa e nada tão assustador como ouvir o som de uma hiena rindo no meio da noite!

Se ainda não experimentou, vai por mim, coloque na sua lista de aventuras um safari na Africa. Um dos que mais gostamos foi o Pumba Resort, que é lar dos “big five”, e também o raro leão branco, hipopótamos, hienas, chitas, girafas, antílopes e mais de 300 espécies de aves.

O resort já foi indicado como um dos 10 melhores destinos da Safari no mundo pela CNN e fica fora da zona de malária. Sua suntuosa sede abriga um belo restaurante, adega, spa e fica a aprox. 1 hora de Port Elizabeth. Mais dicas dessa aventura aqui.

aventuras

14| Subir um vulcão ativo na Guatemala

O Pacaya está a 2,552 metros de altitude e ainda está ativo. Sua primeira erupção foi há aproximadamente 23 mil anos. Desde 1965 vem entrando em erupção continuamente. Suas cinzas já chegaram a atingir a capital e a cidade de Antígua. Foi lá que vivi umas das minhas aventuras na Guatemala.

Trekking ao vulcão Pacaya

Obviamente não se pode subir na cratera do vulcão porque ele ainda está ativo. Mas é possível caminhar pela base. Andamos por uma vasta área com o chão inteiro de lava solidificada, cheia de pedras vulcânicas. No ponto mais alto da trilha tem uma visão de 360 graus da região. Incrível! Quer saber mais sobre a Guatemala? Clica aqui.

16| Cruzar o Rio do Boi no sul do Brasil

São 14 kms de extensão, sendo 7km de ida + 7 km de volta. A incrível Trilha do Rio do Boi fica dentro do Cânion Itaimbezinho, no Parque Nacional Aparatos da Serra. Para mim é a mais bela trilha realizada neste parque que tem fauna e flora exuberantes!

A trilha completa tem aproximadamente 18 travessias dentro do rio, algumas delas são feitas com água pela cintura! Era preciso usar uma caneleira para proteger das cobras. De bichos assustadores vimos uma cobra da espécie “cipó”, um sapo boi, uma caranguejeira grande e muitas lagartas de fogo.

Trilha do Rio do Boi

17| Voar de balão em Boituva

Experimentei essa emoção duas vezes: voei de balão em Boituva, que fica a 120 km da cidade de São Paulo, e também em São Lourenço MG. Capadócia continua na lista!

Boituva passeio de balão

O voo começou cedo (antes das 6h da manhã), por conta das melhores condições de tempo e vento. Atingimos uma altura de 500 metros, quando o piloto pegou uma das térmicas. O balão chegou a se distanciar quase 20 km do ponto de partida e lá do alto foi possível ver campos de plantações, pastos, lagos e rios. Uma das mais lindas paisagens da região!  Aqui estão as dicas.

18| Fazer picnic no alto das Remarkables

Queenstown fica numa região montanhosa, voar de helicóptero lá é incrível. Sobrevoamos o Wakatipu que é um dos mais belos lagos da Nova Zelândia, o terceiro maior em área e o maior em extensão. Pousamos no topo das Remarkables, a cordilheira mais espetacular da região.

Ficamos por horas a 2161m de altitude curtindo a vista, fazendo trilhas de exploração no local e desfrutando de um picnic gourmet, devidamente acompanhados por vinhos neozelandeses. Curtiu? Essa aventura tá relatada nesse artigo aqui.

19| Acelerar num jet boat na Nova Zelândia

Mais um aventura em Queenstown, a cidade que é conhecida como a capital mundial da aventura, com atividades que vão do ski, parapente, bungee jumping, mountain biking, raftings, e outras adrenalinas à sua escolha.

Amamos o passeio de Jet Boat que é um barco sem hélice, movido à propulsão de jatos d’água que faz o barco atingir uma velocidade muito grande em águas muito rasas. Fica fácil perceber o casco do barco batendo nas pedras e cascalhos do rio, o que aumenta a emoção. Nosso passeio em alta velocidade foi nas águas cristalinas do rio Dart até chegar ao belíssimo e praticamente intocado Parque Nacional Mount Aspiring

+ Quer saber mais desse passeio? Clica aqui.

Glenorchy

20| Experimentar o Dog Sled no Canadá

Nossa aventura foi proporcionada pela Blackcomb Adventures no vale de Callaghan, uma região belíssima, cheia de montanhas nevadas dentro de uma floresta de cedro, ao sul de Whistler.

Whistler dogsled

O dogsled é uma modalidade de transporte bastante utilizada no norte do Canadá e no Ártico, que existe há mais de 4.000 anos. Arqueólogos relatam que a vida na região não teria sido possível sem os trenós puxados por cães, que possuem resistência muito maior que os cavalos em terrenos traiçoeiros como gelo e neve.

Whistler Canada

Nossa guia contou que eles gostam tanto de correr que até competem entre si. No Alaska participam de apostas de 600 km de distância! Todo o relato dessa aventura você encontra aqui.

Whistler dogsled

21| Explorar o Jalapão no Tocantins

Viajar para o Jalapão é viver uma grande aventura. Paisagens marcadas pela vegetação do cerrado, cheias de nascentes e cachoeiras, grutas, dunas e fervedouros. O roteiro inclui paradas nas comunidades quilombolas e visitas às lojas de artesanato do capim dourado. Deixo aqui minhas dicas de planejamento e roteiro de viagem ao Jalapão.

22| Cruzar a Bolívia até a divisa com o Chile

Cruzar a Bolívia até a divisa com o Chile foi uma experiência pra vida! Além de conhecer o incrível Salar de Uyuni e todo o Altiplano Boliviano, babamos com as lindas paisagens repletas de montanhas nevadas, vulcões, lagoas coloridas, piscinas termais e animais como flamingos e lhamas.

Sim, essa é uma viagem super aventureira e tive o privilégio de fazê-la com minha amiga Stella, companheira de tantas outras aventuras listadas aqui nesse artigo. Nesse artigo aqui como foi o nosso roteiro pela Bolívia.

23| Explorar o Parque Vulcão Tenório na Costa Rica

Um dos trekkings mais legais na Costa Rica fizemos no Parque Nacional Vulcão Tenório, no norte do país. Nosso grande objetivo era chegar na cachoeira Rio Celeste e acompanhar o leito do Rio que fica numa floresta tropical com fauna e flora rica e abundante.

Aliás esse parque é considerado um dos segredos mais bem guardados da Costa Rica! É impossível não babar com a cachoeira do Rio Celeste, uma queda de mais de 30 metros. Nossa caminhada passou por alguns “borbolhones” que nascem das águas termais do rio. Em alguns deles sentimos até um cheiro forte de enxofre, que nos fez lembrar da proximidade com o Vulcão Tenório.

24| Atravessar o Cânion dos Fósseis na Patagônia

Cruzei a pé esse espetacular desfiladeiro de fósseis que fica dentro da Estância Cristina na Patagônia Argentina. Imagina que os fósseis ali estão enterrados há mais 200 milhões de anos, antes da era glacial, antes da formação da Cordilheira dos Andes!!

lago guilermo, estancia cristina

A trilha é linda demais, pena que o tempo fechou. O nosso guia deu uma verdadeira aula de paleontologia, arqueologia, geologia, sustentabilidade e história. Mais dicas dessa aventura aqui nesse artigo.

Passeio a Estancia Cristina Patagônia Argentina

25| Fazer canyoning nas Filipinas

Canyoning é um dos esportes mais aventureiros que eu pratiquei. Reúne uma variedade de atividades como trekking, nado, escalada, rapel e saltos. Muitos saltos! Se você gosta de adrenalina, aventuras e beleza natural, anote essa dica nas Filipinas, o canyoning em Cebu. A beleza do cânion, a cor turquesa de suas águas e o sabor do desafio vencido darão um gostinho especial à sua viagem.

aventuras na terra, na agua e no ar

A rota mais famosa é a “downstreaming”, que vai de Kanlaob Alegria para Kawasan Falls. Seguimos o curso do rio por mais de 4 horas, caminhando por trilhas naturais, saltando nas cachoeiras, escalando e subindo as pedras, além de nadar e flutuar no rio. INESQUECÍVEL!! Tem vídeo e relato completo lá no blog. Clica aqui.

26| Sobrevoar os Lençóis Maranhenses

Só mesmo sobrevoando os Lençóis Maranhenses que você pode ter dimensão do tamanho e beleza do lugar! São 150 mil metros quadrados, sendo 90 mil só de dunas. É natureza que não acaba nunca.

aventuras na terra, na agua e no ar

O voo é pura emoção já que embarcamos em um monomotor, um aviaozinho que mais parecia um chaveirinho. Palpitações à parte, de cima conseguimos ver toda a extensão do parque, o campo das dunas invadindo a vegetação e a quantidade quase infinita de lagoas. É incrível!

27| Fazer rapel em cachoeira no Rio de Janeiro

Amo esporte de aventura, ainda mais que sempre vem junto da natureza. No Rio, cidade onde vivo, existem muitas trilhas que podem ser combinadas com rapel em cachoeira. Se você for não tiver medo (ou for capaz de vencê-lo), viverá momentos de grande euforia.

rapel na cachoeira

Seu medo vai ceder lugar pra sensação de liberdade. Se for atrevido pode até virar de ponta cabeça e fazer várias manobras, o que deixa a brincadeira muito mais gostosa. Boas aventuras, boa chance para ver a vida por um ângulo diferente!

28| Mergulhar com tubarão-baleia nas Filipinas

Minha aventura começou em Oslob, uma aldeia de Tan-Awan, no extremo sul da Ilha de Cebu. Um lugar com quase 100% de possibilidade de mergulhar com os tubarões-baleia, além de ter oportunidade de conhecer suas cachoeiras e rios de cor azul turquesa.

mergulho tubarão baleia

Ao contrário dos outros tubarões, essa espécie não apresenta riscos a humanos, são criaturas dóceis e amigáveis. É a maior espécie de peixe do mundo! Um adulto pode medir até 25 metros de comprimento e pesar mais de 30 toneladas.

29| Triciclo nas Dunas de Pipa

Cruzamos numa balsa a lagoa de Guarairas, até a praia de Malembá que tem uma longa faixa de dunas à beira mar. Foi um dia inteiro de emoção e adrenalina, com direito a outras aventuras e uma parada para banho em piscina de água natural. Quer saber mais? Dicas aqui!

aventuras na terra, na agua e no ar

30| Rafting na Nova Zelândia

Nosso destino era o Skippers Canion, para descer as corredeiras do Upper Shotover river para um rafting. Estávamos todos com um pouco de frio na barriga e muita ansiedade para mais essa aventuras. Pegamos uma estradinha de terra com visuais de tirar o fôlego, aliás cenários dignos de filme mesmo já que nessas terras foram filmadas algumas cenas de Hobbit e Senhor dos Anéis.

rafting na nova zelandia

Espero que tenham curtido todas as minhas aventuras na terra, na água e no ar! Inspirem-se e comentem aqui abaixo duas aventuras que você vai incluir na sua lista e duas aventuras que jamais faria!

Um beijo e até a proxima! 😉

Flavia Ribeiro Viagens

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

2 comentários até agora!

  1. Simplesmente espetacular, Flávia! Amei sua lista!
    Já fiz algumas destas aventuras, mas ainda faltam muitas. A travessia do Salar de Uyuni e desertos da Bolívia e a estrada da Morte foi umas das que mais gostei de fazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *