Fez Marrocos

Já passou um certo tempo desde a minha viagem ao Marrocos e eu ainda não tinha escrito sobre Fez. Escrevi sobre todos os outros destinos, mas posterguei Fez, justamente porque foi o lugar mais fascinante do Marrocos, mais autêntico e complexo de explicar. Chegou a hora, me despertou uma saudade e resolvi listar 12 dicas imperdíveis de o que fazer em Fez.

Uma breve introdução sobre Fez

Ouvimos muito falar de Casablanca e Marrakech, mas o que as pessoas mal sabem é que a verdadeira joia é Fez, uma cidade medieval que fica no nordeste do Marrocos. Entre todas as cidades que visitei por lá, Fez foi a que mais me surpreendeu. Os lugares, as pessoas, o ambiente e a história me fascinaram. A cidade parece que parou no tempo, tudo esta conservado, e não há tantos turistas como nos outros lugares. Imagine entrar pela primeira vez em uma medina e se deparar com um mundo completamente diferente do seu. Visitar Fez é como mergulhar numa história milenar. Ali se encontra a maior cidade medieval do mundo, com vielas e becos repletos de cores e cheiros. Uma surpresa nova a cada curva. Um verdadeiro ataque aos sentidos.

O que fazer em Fez

Imagine mercadores vendendo prata, ouro, cabeças de bodes e camelo, curtumes, lojas de roupas típicas marroquinas, sapatilhas e lâmpadas de Aladdin, especiarias, azeitonas, tâmaras e chás de menta. Além disso a arquitetura é extremamente fascinante. Os mosaicos e as cerâmicas são lindíssimos. Monumentos religiosos como mesquitas, mausoléus, templos, sinagogas e históricos como madraças, riads, souks e palácios são incomparáveis.

O que fazer em Fez

Fez é conhecida como a cidade mais marroquina do país. Guardiã da fé, a cidade Imperial é o coração espiritual e a terceira cidade islâmica mais importante do mundo do ponto de vista cultural, artístico e científico. É também a cidade mais antiga do Marrocos. Foi fundada no ano de 789, e foi a capital imperial do país muitas vezes ao longo do tempo. Lá pelo ano 1100, chegou a ser considerada a maior cidade do mundo, com 200 mil habitantes na época.

O que fazer em Fez no Marrocos

Não poderia ser acaso que Fez é considerada um Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO. Fez é encantadora! É lá que se encontra o centro histórico mais bem preservado do mundo árabe e a universidade mais antiga do mundo. Vamos descobrir o que fazer em Fez?

1. Comece pelo portal Bab Bou Jeloud

A aventura começa em Bab Bou Jeloud ou Blue Gate que é a entrada principal da medina de Fez El Bali, que separa a parte velha da parte nova da cidade. O portal foi construído no ano de 1913 durante o protetorado francês. Suas colunas são ornamentadas e decoradas com mosaicos azuis, a cor que representa a cidade. Na frente fica uma praça, onde ocorrem feiras nas quais os berberes, nômades marroquinos, vendem seus produtos.

O que fazer em Fez

+ Veja aqui meu roteiro completo dia a dia pelo Marrocos

2. Descubra a Medina de Fès el-Bali

Considerada patrimônio mundial da UNESCO desde 1980, Fes el-Bali é a enorme medina de Fez. Sua área tem 350 hectares, cercada por um muro que se estende por 15 quilômetros de extensão. Vivem lá mais de 180 mil pessoas em 25 mil casas. São 250 mesquitas e milhares de estabelecimentos comerciais, distribuídos em 10 mil vielas emaranhadas de uma forma que mais parece um labirinto sem saída.

Medina de Fez Marrocos

É um grande mercado a céu aberto. O primeiro impacto é forte, você se sentirá sobrecarregado com tanta informação. Frangos e galos pendurados passando casualmente por você, cabeças de camelo penduradas nos mercados de açougue, seda sendo tingida nos degraus das ruelas… É um espetáculo para ser visto.

Medina de Fez Marrocos

Você encontrará de tudo para comprar. Frutos secos, especiarias, souvenirs, roupas, lenços, cerâmicas, tapeçarias, doces feitos de tâmara, tapetes, produtos em couro, joias de metal e bolsas de tecido. Milhares de casas, lojinhas, mesquitas, fontes e, além disso, fornos comunitários que ainda são usados para assar pão. Lá dentro, não circulam automóveis. Todo o transporte é feito nos lombos das mulas, bicicletas, motocicletas, carinhos de mão e carroças, que dividem as ruelas estreitas com milhares de pessoas.

A Medina é dividida por inúmeros bairros. Em cada bairro existe ao menos uma mesquita, uma fornalha e uma farmácia. É incrível ver que desde o século IX eles continuam usando os fornos de forma coletiva.

Medina de Fez Marrocos

Se aventurar pela medina sozinho, pode parecer um pouco assustador. Na minha opinião vale a pena conhecer com um guia. São muitas ruelas e labirintos, até os moradores se perdem nela. Mas isso pode ter sua graça e seu risco… Já aviso que não adianta tentar usar o GPS do celular, eles não têm precisão suficiente para lidar com ruas tão estreitas.

+ Veja como foi meu acampamento no deserto do Saara

3. Visite a Madraça Al Attarine

No coração da Medina de Fez está a Madraça Al Attarine, uma escola onde era ensinado e memorizado o Alcorão. Os alunos estudavam ali antes de se formarem na Universidade Al-Qarawiyyin ao lado, considerada a mais antiga do mundo. A Madraça el-Attarine não está mais em atividade e pode ser visitada por não-muçulmanos.

É considerada um dos melhores exemplos da arquitetura da dinastia Marinid. Esculpida em madeira de cedro, cheia de arabescos e mosaicos de azulejos. As colunas de mármore, os azulejos coloridos e inscrições em árabe são verdadeiras obras de arte. A arquitetura da madraça é tão antiga, preservada e rica em detalhes que só posso agradecer por ter tido o privilégio de conhecer de perto.

Madraça em Fez

+ Conheça a culinária do Marrocos

4. Conheça a Universidade al-Quaraouiyine

Logo na entrada da antiga medina fica a antiga faculdade de teologia, política e ciências naturais para intelectuais muçulmanos. Fundada em 859 por Fatima al-Fihri, uma jovem tunisiana que se naturalizou marroquina, que recebeu um alto nível de educação e era profundamente devota ao islamismo. Ela usou sua herança para construir uma mesquita e um centro educacional, onde a comunidade xiita pudesse aprender e prestar devoção a Alá. Com o passar do tempo, o local ampliou suas atividades. Al Quaraouiyine passou a oferecer aulas de linguística e caligrafia árabe, legislação islâmica, política, matemática, química, medicina, astronomia, ciências naturais, música e sufismo.

Infelizmente, somente muçulmanos podem visitar a universidade e a mesquita por dentro. Mas dá para observar o lindo pátio, com a tradicional fonte e mosaicos, paredes esculpidas à mão, mashrabiyas de cedro (telas de treliça de madeira) e portas impressionantemente grandes.

Mesquita em Fez

Embora tenha sido fundada por uma mulher há mais de 1.160 anos, só recentemente que elas puderam frequentar a universidade. Nos últimos anos, felizmente a presença feminina vem crescendo à medida que o valor da educação e da cultura aumentam.

Medina de Fez Marrocos

Antes de ir embora, estique até a simpática Praça Seffarine, também conhecida como Praça dos Caldeireiros, que trabalham manualmente o bronze para fazer bandejas, panelas, bacias e chaleiras. Assombre-se com o ensurdecedor som dos martelos de cobre usados pelos artesãos para moldar os recipientes.

+ O que fazer em Marrakesh em 2 dias

5. Passe pela praça Nejjarine

Esta praça abriga uma arquitetura que remonta ao século XVIII e onde a mais famosa fonte de Fez se encontra até hoje. Os moradores ainda utilizam essa água para consumo, mas não é aconselhável que você a beba. Observe o lindo mosaico de azulejos azuis e acabamento em madeira. Fica próximo de um forno coletivo utilizado para assar pães que continua em uso com a mesma finalidade – tantos séculos depois.

Medina de Fez Marrocos

Localizado perto do bairro dos carpinteiros da Medina, a praça é a combinação perfeita para visitar o Curtume Chouara. Nessa praça também fica o Museu de Artes e Ofícios de Madeira de Nejjarine, que é uma arte única desta parte de Marrocos.

artesão fez marrocos

+ A encantadora medina azul de Chefchaouen

6. Espante-se com o Curtume de Chouara

Vir até Fez e não visitar o mundialmente famoso Curtume de Chouara é a mesma coisa de ir à Agra e não ver o Taj Mahal. É o maior curtume de couro e um dos pontos turísticos mais emblemáticos de Fez. Está dentro da medina desde a Idade Média e continua em atividade até os dias de hoje.  

curtume fez marrocos

Especializado em todo o processo da confecção de couro de vaca, bode, camelo, ovelha. O cheiro é horrível pois são tratados com uma mistura de água, fezes de pombo (acredite, é isso mesmo), urina, gorduras animais e outros ingredientes. São dezenas de tanques onde primeiramente os trabalhadores enxáguam e tratam o couro para em seguida serem penduradas e secarem nos prédios ao redor. Depois de secas, as peles voltam para os tanques com corante para passarem pelo processo de tingimento com produtos naturais. O açafrão é usado tingir a cor amarela, papoulas para vermelho, henna para laranja e o índigo para a cor azul.

peles sendo transportadas pela cidade

Para ter uma visão privilegiada do curtume você terá que chegar aos terraços e para tanto terá que passar por dentro das lojas de couro. Os vendedores lhe oferecerão ramos de hortelã para abafar o odor do curtume que é muito forte. Antes de ir, li muitos relatos sobre o cheiro insuportável dos tanques, chegando lá estava preparada para o pior e não me assombrei tanto.

No entanto, prepare-se também para o assédio dos vendedores. Não é necessário comprar nada para acessar os terraços, mas a insistência é grande. Você pode dar uma pequena gorjeta (5-10 dirham) pela hortelã e informações que você receberá.

+ Descubra a Mesquita Hassan II em Casablanca

7. Visite a Zaouia de Moulay Idriss II

O Mausoléu (Zaouia) de Moulay Idriss II é um templo construído em 1440 dedicado ao rei que governou o Marrocos entre os anos 807 e 828, Moulay Idriss II. É onde seus restos mortais se encontram.

O que fazer em Fez Marrocos

Moulay Idriss II é hoje padroeiro de Fez. Os locais acreditam que visitar aquele lugar traz proteção e saúde. Tanto que sua tumba possui conexão com a rua para que qualquer pessoa possa tocar nela sem precisar entrar. O local é considerado um dos santuários mais sagrados do Marrocos, inclusive recebe a visita de muitos peregrinos de várias partes do país. Não-muçulmanos não podem entrar no mausoléu, mas vale a pena ir até a porta para vê-lo do exterior.

8. Vá ao Mirante Borj Nord

O museu de armas em Borj Nord está localizado no topo de uma colina com vistas espetacular para a medina. Certamente o melhor lugar para ver a cidade do lado de fora das muralhas da medina.

O que fazer em Fez Marrocos

Construída para proteger Fez dos invasores, por volta de 1580, a fortaleza abriga mais de 5.000 exemplos de armas raras. A coleção é originária de um total de 35 países e abrange a história marroquina desde os tempos pré-históricos até o século XX.

O que fazer em Fez Marrocos

9. Faça compras na Cooperativa de Cerâmica Fès Blue

Conhecemos a cooperativa Fez Blue que ainda hoje utiliza técnicas milenares para a produção de uma das cerâmicas mais famosas do mundo. O processo é todo manual, que tornaram as cerâmicas e os mosaicos marroquinos tão famosos, usados na decoração de interiores e exteriores.

Vimos o passo a passo da fabricação das peças. Tudo é feito manualmente, todos os desenhos são feitos sem moldes, dependendo unicamente da criatividade e habilidade dos artesãos locais. Ainda hoje usam caroços de azeitona triturados como combustível para serem usados em fornos tradicionais feitos em adobe. O resultado é um produto finamente trabalhado e requintado. Um trabalho riquíssimo.

10. Conheça o exterior do Palácio Dar el-Makhzen

É verdade, não se pode visitar o Palácio Dar El-Makhzen por dentro, mas vale a pena caminhar pelos jardins fora do palácio e observar a sua arquitetura deslumbrante. Também chamado de Palais Royal, ainda está em uso pela Família Real e pelo governo. É a residência oficial de Sua Majestade o Rei Mohammed VI de Marrocos e sua família quando eles estão em Fez.

O que fazer em Fez Marrocos

Cercado por muros altos, o Palácio Real é ornado com mosaicos azuis e madeira de cedro esculpida. Possui sete impressionantes portões esculpidos em bronze que são um deleite para os olhos.

O que fazer em Fez Marrocos

E aí? Curtindo minhas dicas de o que fazer em Fez no Marrocos!? Deixe um comentário abaixo para eu saber se gostou e se tem alguma duvida.

11. Hospede-se em um Riad em Fez

Se quer se hospedar da forma mais autêntica, invista em um dos vários riads espalhados pela Medina. Ficar num riad será uma experiência muito especial e única. Eles são como pequenos palacetes, formados por um jardim ou pátio central, com salas para as refeições ao redor e com acomodações nos andares superiores.

Se precisar de mais ajuda, posso preparar um roteiro personalizado para você com todas as informações e dicas. Entre em contato e peça um orçamento.

O que fazer em Fez Marrocos
O que fazer em Fez Marrocos

12. Delicie-se com a culinária Marroquina

Não deixe de provar a culinária clássica marroquina que é uma mistura de influências da cultura árabe com a África e a Península Ibérica. As especiarias são usadas em abundância e os sabores são realmente diferentes de tudo que você já provou.

Espero que tenha gostado das minhas dicas de O que fazer em Fez no Marrocos. Se tiver qualquer duvida deixe um comentário abaixo, que terei prazer em ajudar.

Não deixe de conferir os outros artigos sobre o Marrocos:

Obrigada pela visita e voltem sempre!

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.