Em 1859, quando o Pico da Bandeira ainda era considerado o ponto mais alto do Brasil, D. Pedro II ordenou que fosse hasteada uma bandeira do Brasil em seu cume, está aí a origem do nome. Até 1960 o Pico da Bandeira perdeu o posto para o Pico da Neblina, mas ainda tem o status do pico mais alto totalmente dentro do território brasileiro (uma vez que os picos da Neblina e 31 de Março estão localizados na divisa entre Brasil e Venezuela). Veja aqui como subir o Pico da Bandeira.

Bandeira-Trilha-Caparao

Parque Nacional do Caparaó está situado entre o Espírito Santo ( que possui a maior parte do território, em torno de 70%) e Minas Gerais ( com os outros 30%). É possível subir pelos dois lados, mas nossa expedição optou por subir por MG, saindo da cidade de Alto Caparaó. Aliás um momento lindo é quando encontramos os trekkers que vêm do outro lado, pelo Espírito Santo.  O parque conta com quatro áreas de acampamento bem estruturadas e existem abrigos que devem ser reservados com antecedência. Informações de contato para agendamento: (32) 3747-2086/2943 – parnacaparao@gmail.com

Espere encontrar muitos rios e cachoeiras de águas cristalinas em meio a mata atlântica. São quase 32 mil hectares de fauna e flora riquíssimos, mais de 100 nascentes que formam riachos e grandes cachoeiras como a Bonita, de 80 metros, logo no início da trilha.

Bandeira-Cachu-Uhull

Saímos na noite de quinta-feira, véspera de feriado, num ônibus com um grupo de aprox 30 pessoas ( só gente nota 1000!! ) e chegamos ao Alto do Caparaó na manhã seguinte, em aproximadamente 7 horas de viagem. Nossa expedição tinha o grande objetivo de ver o nascer do sol na manhã seguinte, bem do alto da montanha, aos seus 2890 metros de altitude acima do nível do mar. Ao todo são aprox. 13 km de trilha que podem ser divididos em partes.

Como chegar até a Tronqueira

Da entrada do parque até a Tronqueira são aprox 6 km, com altitude de 1.970m. É o primeiro acampamento,  com uma infraestrutura que inclui churrasqueiras, banheiros com chuveiro, pias e mesas. Até lá você pode subir de carro. Ônibus não entra, mas você pode usar os jipeiros para chegar até a Tronqueira. Se estiver no seu próprio carro, cuide pois o estacionamento é limitado também. Aproveite para ir ao banheiro, carregar as energias, porque em pouco tempo será dali que o desafio vai começar! Antes passe pelo mirante com vista para todo o vale do Caparaó e a cachoeira Bonita.

Foto por Anderson Pasinatto
Foto por Anderson Pasinato

Como chegar até o Terreirão

Da Tronqueira até o Terreirão são aprox. 3,7 km, morro acima, bem íngrime, principalmente no início. O desafio é grande! Pelo menos foi para mim… Subir com a cargueira pesada, cheia de alimentos, monte de roupa de frio,  saco de dormir, barraca… foi pho@%*&da…. No Terreirão montamos nosso acampamento. Hora de comer e descansar até a madrugada, para partir para a terceira e última etapa.

Neste posto há uma casa de pedra com banheiros e pias para lavar louças. Tem chuveiro de água congelante pra quem quiser!! A dica é tomar o banho logo quando chegar, porque à medida que anoitece o tempo vai esfriando. O Terreirão está a 2.370 m de altitude, a uma distância 9,3 km da entrada do parque pelo lado mineiro.

Bandeira-Desbravando-Rio

Chegando no Pico da Bandeira

Se sua intenção é ver o sol nascer, levante às 2 horas da manhã pra dar tempo de subir com calma. Mesmo estando muito frio, sabendo que a subida é mais intensa, e com o cansaço acumulado do início da trilha, não desista! Levante e vá, porque o espetáculo não espera. São mais 3,2 km, numa caminhada de umas três horas, a depender do seu ritmo, claro. O final é bem íngreme, uma “escalaminhada”. Faz frio e calor ao mesmo tempo. Calor por conta do esforço físico, e o frio porque é frio pra caramba!!! Cuidado pra não mergulhar os pés numa riacho se não estiver usando botas impermeáveis. E vai seguindo as setas amarelas de como subir o Pico da Bandeira.

Não tente correr, modere o passo, descanse quando necessário, pois você estará a quase 3000 metros de altitude. A respiração sente bastante com o esforço físico e com a falta de oxigênio. Não adianta correr também, porque não tem nada pra fazer lá em cima no escuro e no vento cortante. O caminho, antes de chegar ao topo, está bem mais abrigado do vento. O legal mesmo é chegar um pouco antes de começar a clarear.

Pico-Bandeira-botas
Meus pés a 2890m de altitude – grande foto de Anderson Pasinatto

Durante o percurso você vai avistar um monte de luzinhas subindo o morro, lindo lindo. Pare e olhe para o céu. Lotado de estrelas, outro espetáculo que vale a pena. Quase no final você vai cruzar com o pessoal que vem do Espírito Santo. Continue subindo. Não desanime. A gratificação de vencer um desafio, e ainda deslumbrar-se com tanta beleza vai valer cada passo que der.

Bandeira-amanhecer

Com vocês, o nascer do sol… Fantástico!

Pico-Bandeira-Sol-amanhecer

Não posso deixar de citar e agradecer aos queridos amigos que fizeram a aventura ser possível. Não teria completado se não fossem os incentivos e apoio deles. É certo que, quando um ajuda o outro, todos chegam juntos! Muito obrigada aos queridos da Desbravando Rio Luis Gama e Miguel Córdoba, Grande Marcão Perim, Anderson Pazinatto, super fotógrafo, queridas Vivi Telles, Erika Vidal, Priscila Vieira, Thiago HD, Vivi Nader, Léo Pereira e tantos outros.

Hasteadas nossas bandeiras no Pico da Bandeira!

Esta foi a minha primeira grande trilha e também meu primeiro acampamento. Um amigo me disse que ali fui mordida pelo “bichinho da trilha”, hoje não quero outra coisa.

Ultimas dicas de como subir o Pico da Bandeira:

  • Para entrar em contato com a Desbravando no cel 21 98097.3419 e/ou pelo facebook Desbravando Rio.
  • Sugiro usar lanterna de testa, levar uma lanterna extra com pilhas carregadas, botas de trilha, muita roupa de frio e um casaco corta-vento. Achei que valeu muito também ter levado aqueles bastões de caminhada.
  • Economize no peso, a sobrecarga faz diferença depois das primeiras horas de trilha.
  • Os melhores meses para visitar o Parque Nacional do Caparaó são de Junho a Setembro, quando o tempo está mais seco.  As temperaturas médias anuais da cidade ficam entre 19°C e 22°C, mas vai diminuindo conforme você vai subindo. No Pico da Bandeira nesta época certamente você vai encontrar temperaturas bem baixas, até negativas. No inverno oscila entre -4°C e  -9°C.

Bandeira-Pico-MG

Gostou das dicas de como subir o Pico da Bandeira? Se tiver qualquer duvida, deixa um comentário aqui!

Leia também:

+ Como subir a Pedra do Sino!

+ Tudo sobre Ibitipoca

 

Obrigada pela visita, volte sempre!

flavia ribeiro viagens

Escrito por
Publicado em

Deixe aqui seu comentário!

3 comentários até agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *